27.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 77✌


(seunome) P.O.V

4 meses depois... 

Você: Acorda amor, já chegamos! -disse fazendo Justin acordar depois de alguns segundos.

Era um dia de quinta-feira, estávamos indo para Londrina, onde seria nosso casamento. Bruna, Luan, Tia Marizete e Tio Amarildo já nos esperava no aeroporto. Eu, Justin, nossos pais e os nossos amigos, iriam para à casa do Luan, que ofereceu à mansão dele para a gente ficar. Até Britt e o maridão dela foram.

Justin: Chegamos muito rápido!

Você: Você dormiu à viagem inteira, Justin. -disse óbvio e ele sorriu, abraçando minha cintura em seguida.

Justin: Descansou um pouco? Você sabe que tem que descansar...

Você: Dormi um pouquinho, seu chato.

Justin: Apenas me preocupo! -ele beijou minha testa e eu sorri.

A aeromoça avisou que iriamos pousar, e assim foi feito. Assim que sai do avião, senti aquele "cheirinho" brasileiro, fazendo eu ficar com os olhos lacrimejados. Tinha tanto tempo que eu não visitava o Brasil. Por mais que eu more à bastante tempo no Canadá, o Brasil sempre vai ser minha casa.

Eu e o pessoal estávamos indo para dentro do aeroporto, e assim que chegamos, vimos meus primos e meus tios. Bruna veio correndo e me deu um abraço forte e ao mesmo cuidadoso por causa da minha barriga.

Bruna: PRIMAAAAA, QUE SAUDADES! -disse me abraçando mais ainda.- MEU DEUS! -ela desfez o abraço e nos entre-olhamos sorrindo.

Você: Que saudades de você, Brubs! Você está a mesma coisa, só que agora, maior. -rimos.

Tia Marizete: Oh minha querida irmã, que saudades! -disse abraçando minha mãe.

Mãe: Finalmente chegamos, estava louca para ver vocês. -disse desfazendo o abraço.

Luan: E ai minha linda. -disse sorrindo e me abraçando em seguida.- Que saudades de você, muié.

Você: Também estava com muitas saudades!

Cumprimentei todos eles assim como o pessoal também fizeram. Apresentei cada um para eles e fomos para casa deles de táxi. Assim que chegamos, abrimos à boca maravilhados com à vista da mansão do Luan.

Entramos na mesma e ficamos mais maravilhadas ainda com à visão dali.

Tia Marizete: Gente, o Luan e a Bruna vão levar vocês até os quartos, tudo bem?! -assentimos.- Fiquem à vontade! -sorriu.

Luan: Vem, gente! -disse sorrindo e já subindo ás escadas. Seguimos ele e chegamos à um enorme corredor com várias portas.- Podem escolher! -sorriu novamente.

Justin: Eu e (seunome) vamos ficar com o terceiro.

Chris: Eu e Jas com o primeiro.

Ryan: Eu sozinho no segundo. -bufou e rimos. Ele e à Lucy estavam ficando, mas não deu certo, então terminaram.

Britt: Eu e John no quarto.

Chaz: Eu e Cait com o quinto.

Luan: Fechou então! Galera, como vocês sabem, amanhã iremos para o Rio, certo?

Você: Sim... -respondi por todos.

Luan: Então tá! E, meninos, depois borá jogar um futebolzinho?

Chaz: Sou meio perna de pau, mas posso tentar. -rimos.

Luan: Beleza então... -sorriu.- Vou deixar vocês se ajeitarem ai e vou descer.

Assentimos e Luan e Bruna desceram. Fomos para o nosso devido quarto.

Justin: Aqui é muito lindo!

Você: A mansão ou a cidade?

Justin: Os dois. -eu sorri.- Vou tomar um banho e descer para jogar com o pessoal.

Você: Tá bom. -sorri.- Eles são muitos legais, você vai gostar bastante de ficar esse tempinho aqui.

Justin: Já percebi mesmo que eles são legais. -sorriu.- Quer ajuda com algo?

Você: Não precisa.

Justin: Vou tomar meu banho então...

Assenti. Ele selou-me e entrou no banho. Às malas estavam em cima da cama, então aproveitei para pegar uma roupa. Já que Justin estava no banho, entrei também para ele poder me ensaboar. Essa coisa de barriga grande é um problema sério.

Assim que sai, peguei minha roupa em cima da cama e a vesti:

Fiz um coque em meu cabelo e desci deixando Justin lá. Os meninos conversavam em um canto e às meninas no outro, sorri por eles terem feito amizade. Sentei-me no meio delas.

Bruna: Prima, parabéns pelo bofe! -rimos.- Bem que você disse que ele era o bofe. -rimos novamente.

Você: Ele é lindo mesmo! -sorri boba.- Sobre o que estavam conversando?

Bruna: Sobre o seu casamento.

Você: Não estou nem acreditando que eu vou casar. -rimos.

Bruna: Casamento na praia é perfeito.

Você: Também acho. -sorri.- Sempre quis casar na praia. - disse. Justin desceu, veio até a gente e me selou.

Justin: Amor, vou jogar...

Você: Tá bom. -ele selou-me novamente e foi para o lado de fora com os meninos.

{...}

Já estava marcando 22h00, estávamos todos em volta da piscina conversando, então decidimos dormir porque iriamos acordar cedo no outro dia.

Fomos para o devido quarto e nos deitamos. Justin me abraçou e ficou fazendo carinho em meu cabelo, então logo dormi.

Acordei no dia seguinte às 06h30 com o celular despertando. Justin também tivera acordado. Me despreguicei, e fui para o banho com Justin. Assim que sai, vesti-me assim:

Deixei meu cabelo solto mesmo. Eu e Justin descemos, encontrando todos tomando café. Justin colocou às malas junto com à deles e nos sentamos.

Britt: Essa (seunome) gosta de ficar exibindo essa barriga linda. -disse fingindo está com raiva. Rimos.

Cait: A barriga dela está linda, tem mais é que mostrar mesmo. -sorriu.

Britt: Verdade...

Tomamos café da manhã e saímos da mansão. Esperamos os táxis e fomos para o aeroporto. Enquanto eu estava sentada e todos faziam o check-in, Ryan veio até a mim e sentou ao meu lado.

Ryan: Oi lindona!

Você: Oi meu loiro! -sorri.- Já fez o check-in?

Ryan: Sim... -sorriu.- Posso te perguntar uma coisa?

Você: Claro...

Ryan: Sua prima Bruna tem namorado? -perguntou e eu o olhei sorrindo.

Você: Quer ficar com ela né, safado?! -ele riu.

Ryan: Só se ela não tiver na namorado. -sorri.

Você: Ela não tem namorado. -ele sorriu.- Vou ajeitar ela para você.

Ryan: Tá falando sério? -perguntou sorrindo.

Você: Claro, né.. -sorrimos.

Ryan: Muito obrigada minha gata! -agradeceu me abraçando forte e fazendo eu rir.- Ela é uma gata! -eu ri.

Assim que terminaram o check-in, ficamos esperando o voo, que logo foi chamado. Entramos no avião e, em cerca de 30 minutos chegamos ao Rio.

{...}

Fomos para à mansão de praia do Luan e ficamos maravilhados com a visão. Era extremamente lindo! Fomos para os devidos quartos. Eu ia me deitar, pois estava morrendo de sono, mas Justin me chamou.

Justin: Amor?

Você: Fala...

Justin: Preciso te contar uma coisa.

Você: O que, Justin?

Justin: Eu sei que você vai ficar muito chateada comigo, talvez até acabe com nosso casamento, mas eu preciso te dizer isso. Não quero ficar com à consciência pesada.

Você: Fala o que é! Estou nervosa já! -disse realmente nervosa.

Justin: ....

Continua.... 
Oi amores, tudo bem? Eu estou de boa... Eu odiei esse capítulo, estou super sem inspiração e espero logo que essa porra de fanfic acabe. Como todos sabem, eu não gosto dessa fic. u.u Mas enfim... Espero que tenham gostado. Beijos e amo vcs! <333333 Continuo com 20 comentários.
Divulgando: http://thebestsummer-justinbieber.blogspot.com.br/ // http://sexybelieber.blogspot.com.br

26.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 76✌


Capítulo pequeno, leiam às notas finais, pfvr! :)

(seunome) P.O.V

Justin: Posso te fazer uma pergunta?

Você: Claro. -sorri.

Ele suspirou e olhou para à janela à sua frente, mas logo voltou à me olhar e me olhou tenso, me deixando preocupada.

Justin: Você está comigo só por causa do bebê? -perguntou quase num sussurro.

Você: O quê? -perguntei de imediato e incrédula. Ele ficou quieto.- Como assim Justin?

Justin: Só me responde... -disse baixo novamente.

Você: Claro que não, Justin. Você sabe que eu te amo, eu sou completamente apaixonada por você. -ele sorriu de canto.- Quem colocou isso na sua cabeça?

Justin: Não importa...

Você: Claro que importa, Justin.

Justin: Esquece isso, por favor... -disse calmo e beijou minha testa. Eu assenti rendendo-me.- Vou chamar às meninas para vim aqui, ok? -eu assenti.

Justin me deu um beijo calmo e saiu do quarto. Minutos depois ouvi alguém bater na porta e entrar sem eu falar nada. Olhei e vi que era Jas e Cait, elas vieram sem graças até mim e sorriram de canto. Eu ia abrir à boca para falar algo, mas Jas fez isso por mim.

Jas: Eu e Cait estamos arrependidas pelo o que fizemos, mas se você quiser nos desculpar, iremos entender...

Cait: Fizemos isso porque você ama o Justin e ele queria te pedir em casamento, mas eu e Jas não tínhamos ideia do que dizer para ele fazer, então ele procurou aquela vadia. -eu ri.- Eu e Jas também odiamos ela, você sabe....

Jas: Mas foi por uma coisa boa. -ela completou. Eu sorri.

Você: Está tudo bem meninas. Eu já conversei com o Justin, já nos resolvemos, e agora está tudo bem entre eu e vocês duas.

Cait & Jas: Sério? -perguntaram animadas.

Você: Claro. Vocês são como se fosse minhas irmãs, não quero ficar brigada com vocês. -sorrimos e elas me abraçaram juntas, quase me esmagando. Eu ri.

Jas: Quer alguma coisa para comer? -perguntou assim que parou de me abraçar.

Cait: Tipo um Big Mac?!

Você: Vocês estão loucas? -eu perguntei rindo.

Cait: Por quê?

Você: Porque estou num hospital, eles vão barrar vocês.

Jas: Mas você quer?

Você: Claro né, mais...

Cait: Sem mais!

Jas: A gente já volta com seu lanche. -disse e às duas saíram sem deixar eu falar nada.

Fiquei ali rindo delas e vi à porta se abrir, era Justin, Chirs, Ryan e Chaz. Sorri para eles. Cada um dos meninos me deram um forte abraçado e sorriram logo após.

Você: E ai meus branquelos, tudo bem? -perguntei sentando-me na cama.

Chaz: Estamos bem, mas e você? Está melhor?

Você: Estou bem. Nem sei porque eu estou tomando soro, já estou pronta para ir pra casa. -eles riram.

Chris: Esse cheiro de hospital me dar enjoo.

Justin: Não é só em você não...

Você: Verdade...

Estávamos conversando bobeiras e vimos à porta abrir novamente, olhamos e às meninas vieram até a mim com um sorriso enorme no rosto.

Jas: Prontinho amiga! -disse tirando à sacola do Mc Donald's de dentro da bolça dela. Os meninos à olharam de olhos arregalados.

Eu ia colocar á mão na sacola, mas senti Justin tirar à sacola de mim e me olhar bravo. Revirei os olhos, pois já sabia o "sermão" que ele iria me dar.

Justin: Você está passando mal e está num hospital. Você tem que comer coisas que faz bem para à saúde, não Big Mac. -disse rude.

Você: Ah Justin, eu estou com fome. E eu não estou passando mal, já estou melhor.

Ryan: Você é chato hein Justin! Se eu fosse sua mulher, eu já tinha te largado à tempo. -todos riram.

Justin: Não sou chato, Ryan. Só estou cuidando dela.

Ryan: Chato! -ele repetiu fazendo todos nós rir novamente, até Justin não se aguentou.

Jas: Para de graça Justin, deixa ela comer.

Cait: Justin, você tem noção do quanto à comida de hospital é ruim?

Justin: Eu só espero que ela não piore! -disse rude e me entregou à sacola com o lanche.

Ele já ia sair emburrado, mas puxei o braço dele e o beijei.


Todos ali gritaram e bateram palmas, nos fazendo rir.

Você: Vocês estão num hospital, parem de gazarra! -disse sorrindo.

3 Meses Depois... 

Continua... 
Oi gentee, tudo de boas? eu estou bem. ah, eu ia postar ontem, mas fiquei sem inspiração e tal.. por isso tbm o capítulo ficou pequeno e chato... :$ Mas quero dizer q o próximo capítulo vai ser grande (assim eu espero), e com grande surpresas. *u* Espero que gostem. E pelo capítulo ter ficado uma bosta, vou continuar com 10 comentários, ok?! Então é isso, beijos e amo vcs! <3333 

23.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 75✌


Justin P.O.V

Ouvi passos vindo em minha direção, abri os olhos e vi o pai da (seunome). Antes que eu falasse algo, ele segurou à gola da minha camisa fazendo eu levantar-me e ficar frente à frente com ele, e me deu um soco certeiro no rosto e me jogou no chão quando alguém o segurou.

Justin: TÁ MALUCO? -gritei levantando e já perdendo à cabeça.

Seu Pai: VOCÊ É UM MERDA QUE SÓ FAZ À MINHA FILHA SOFRER! EU QUERO VOCÊ LONGE DELA!

Sua Mãe: Gente, parem pelo amor de Deus, estamos dentro de um hospital. -disse nervosa.

Justin: EU NÃO VOU FICAR LONGE DELA! SE VOCÊ NÃO SABE, EU E ELA VAMOS TER UM FILHO!

Seu Pai: POR QUE ELA É UMA IDIOTA E NÃO SE PREVENIU! ELA SÓ ESTÁ COM VOCÊ POR CAUSA DESSE BEBÊ, DEIXA DE SER IDIOTA!

Eu ia abrir à boca para falar algo, mas simplesmente não saiu nada. Será que era mesmo verdade? Eu não sei...

Sai dali e entrei no meu carro, e fiquei ali chorando feito mulherzinha. Os vidros eram escuros, então ninguém me veria ali.

Assim que abri o olho, eu vi os seguranças tirando o pai da (seunome) de dentro do hospital. Como eu tinha ódio dele! Aquele filho da puta!

Olhei meu rosto no espelho do carro e eu estava em um estado deplorável. Olhos vermelhos, rosto inchado por conta do choro e do soco que tivera levado. Era o momento certo para eu me drogar, mas eu prometi à (seunome) que eu não faria isso, então segurei-me o quanto pude.

Assim que passou umas horas e eu acordei, percebendo que eu tivera dormido ali mesmo, eu sai do carro e fui até o pessoal, que ainda estavam na recepção. Os pais da (seunome) estavam sentados do outro lado e o pai dela me encarava feio, mas eu fingi não ver para não entrar em confusão novamente.

Pattie: Meu filho, vai para à enfermaria limpar esse sangue que secou em seu rosto.

Justin: Não! Eu só quero ver a (seunome).

Pattie: O pai dela está ai, ele não vai deixar você vê-la.

Justin: Eu sou o noivo dela. Se ele não deixar eu entrar, eu acabo com à vida dele.

Pattie: Não é assim que às coisas funcionam.

Justin: Para mim é. Como ela está? Tiveram noticias?

Pattie: Ela está bem, não aconteceu nada demais. -suspirei aliviado.- Ela está dormindo.

Justin: Alguém à visitou?

Pattie: Ainda não. Só quando ela acordar...

Fiquei conversando com os meninos para tentar me distrair, e estava conseguindo um pouco. Eu precisava vê-la. Toca-la. Abraça-la e beija-la. Ah como eu amo aquela mulher!

Vimos um doutor com uma prancheta na mão e antes que eu fosse até ele, o pai dela foi. Eles conversaram por alguns segundos e o velho sentou com o rosto borbulhando de raiva. Eu ia novamente levantar-me para ir até o doutor, mas ele chamou meu nome, fazendo eu olha-lo confuso.

Doutor: Justin Bieber?

Justin: Sou eu, doutor. -respondi e ele aproximou-se de mim.

Doutor: Ela quer te ver. -disse fazendo eu olha-lo surpreso e abrir um sorriso no rosto.

Justin: Sério, Doutor? O que ela disse?

Doutor: Sim. Ela disse para alguém te chamar, porque ela precisa muito te ver.

Sorri bobo novamente e assenti. Ele fez sinal para que eu o seguisse pelo corredor e assim eu fiz. Ela estava no quarto 3. Ele abriu à porta do mesmo eu pude vê-la deitada encarando à porta, e sorriu assim que me viu. Eu retribui.

(seunome) P.O.V

Eu precisava urgentemente ver Justin, então o Doutor foi chama-lo e sorri assim que vi Justin na porta do quarto. Ele retribuiu e aproximou-se, ficando em pé do meu lado. Antes de tudo, ele deu um beijo na minha testa e segurou à minha mão.

Justin: Fiquei tão feliz ao saber que você quis me ver. -ele sorriu com algumas lágrimas em seus olhos, sorri também.- Eu quero te pedir desculpa pelo o que eu fiz, e por eu ter te deixado nervosa. Você está aqui por minha culpa! -ele suspirou.

Você: Para, Jus. Você não tem culpa, você quis apenas me pedir em casamento. -sorri largamente.- Tudo bem que não foi nada legal você ter pedido ajuda à aquela vadia, mas eu te entendo... E te amo mesmo assim! -sorrimos.

Justin: Então você retira aquelas coisas que você disse?

Você: Que coisas? -fingi desentendida.

Justin: Que você não ia mas se casar comigo e tal...

Você: ah sim... Tá vendo, até esqueci. -rimos.- Claro que retiro. Eu só estava muito nervosa!

Justin: Eu te amo tanto! -disse e aproximou nossos lábios, me dando um selinho demorado que logo virou um beijo.

Você: Te amo muito!

Justin: As meninas estão lá fora.

Você: Eu estou muito chateada com elas, mas elas tinham às mesmas intenções que você. -ele assentiu.

Justin: Posso te fazer uma pergunta?

Continua... 
OOOOOOOOI PESSOAAAAAAAAS <3 Sentiram minha falta? Não? Ok. :c Tudo bem com vcs? Eu estou de boa... Antes de tudo, quero pedir que participem do grupo do blog no facebook, porque eu posto várias coisas sobre o blog lá: www. Geentee, o que vcs estão achando da ib? aah, logo revelo o nome e capa da nova ib, mas vou postar lá no grupo. Então é isso.. Espero que tenham gostado do capitulo. Beijos e amo vocês! <3 Continuo com 20 comentários. 

21.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 74✌



(seunome) P.O.V

Você: Justin?

Justin: Fala... 

Você: Por que você e a Chantel saíram? -perguntei e ele virou-se para mim e encarou-me.- Hein? 

Justin: Ela estava me ajudando em uma coisa.

Você: Em o quê?

Justin: Ela que me ajudou à bolar essa plano de pedido de casamento. -eu o olhei incrédula.- Eu não tinha ideia do que eu ia fazer para te pedir em casamento... 

Você: JUSTIN, COMO VOCÊ PODE PEDIR AJUDA AQUELA VADIA? POR QUE VOCÊ NÃO PEDIU ÀS MENINAS PARA TE AJUDAREM. 

Justin: E elas ajudaram. -disse receoso. 

Você: Elas sabiam que Chantel estava te ajudando? -ele ficou em silêncio, apenas me encarando.- FALA, JUSTIN!

Justin: Sabiam, mais...

Você: Não preciso nem de inimigos, tendo amigos como vocês. -disse incrédula.- Aonde está a minha roupa? 

Justin: Para quê? 

Você: Eu vou embora! Eu não moro aqui e você sabe disso. 

Justin: Mas estamos noivos... -disse me dando a minha roupa, ao qual peguei com certa brutalidade. 

Você: Não estamos mais! -disse firme e vesti minha roupa. 

O engraçado era que, por mais que eu estivesse com muita raiva e triste, nem uma lágrima escorreu de meu rosto. Acho que eu já chorei tanto pelo Justin, que nem uma lágrima quis sair. Ridícula? Eu sei, mas foda-se.

Eu evitei olhar para Justin, mas assim que eu o olhei, eu vi que ele me notava com um certo desespero, arrependimento e surpreso. 

Justin: Você não pode fazer isso!

Você: Claro que posso, você não manda em mim. -disse rude e já ia saindo pela a porta do quarto, mas ele segurou meu braço. 

Justin: Vamos ter um filho. 

Você: E dai?! 

Justin: Eu quero cuidar dele também. Quero cuidar dele com você. 

Você: Eu vou cria-lo com a ajuda dos meus pais, mas você pode visita-lo sempre que quiser. -disse e sai descendo às escadas, mas ouvi passos de Justin vindo atrás de mim.

Justin: VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO, (SEUNOME)! EU AMO VOCÊS, PORRA! FIZ ISSO PARA O NOSSO BEM E VOCÊ FICA COM ESSAS GRACINHAS. -gritou desesperado e eu notei lágrimas em seu rosto, então já pude sentir às lágrimas no meu rosto também.

Você: VOCÊ PROCUROU AQUELA VADIA PARA TE AJUDAR, JUSTIN! EU ODEIO ELA, VOCÊ SABE MUITO BEM DISSO!

Justin: NÃO IMPORTA QUEM EU PROCUREI OU DEIXEI DE PROCURAR, VOCÊ SABE QUE EU AMO VOCÊ. SOMENTE VOCÊ!

Eu ia dizer algo, mas senti uma pontada em minha barriga, fazendo eu cair no chão e não enxergar e nem ouvir mais nada. 

Justin P.O.V

O desespero estava claro em minha voz e em meu rosto, e tudo o que eu disse saiu sem querer, não queria perde-la de novo, ainda mais por minha causa novamente. E tudo por uma besteira... 

Quando vi (seunome) caída no chão, eu não soube o que fazer, eu estava espantado e nervoso. Até que a minha mãe deu um grito e fez com que eu acordasse para à vida.

Pattie: SEU FILHO DA PUTA, QUAL O PROBLEMA EM DISCUTIR COM À (SEUNOME)? ELA ESTÁ GRÁVIDA, SEU IDIOTA! -minha gritou e xingou fazendo eu olha-la assustada, era uma das primeiras vezes que minha mãe xingava na minha frente.- PEGA ELA E VAMOS PARA O HOSPITAL!

Assenti ainda muito nervoso e peguei (seunome) no colo, coloquei ela no banco de trás com a minha mãe e fui disparado para o hospital. Assim que cheguei lá, reparei que eu estava apenas de bermuda e havaiana, então procurei uma camisa dentro do carro (e achei) e vesti. 

Sai do carro e peguei (seunome) no banco de trás e corri para dentro do hospital. Todos me olhavam espantados e surpresos, talvez por eu ser o Justin Bieber... grandes merda! Sou um imprestável mesmo! 

Vieram rapidamente com uma maca e a colocaram ali. Eu sentei-me tentando relaxar, mas não dava, então eu deixava minhas lágrimas de desespero rolarem pelo meu rosto. Quando eu abri meus olhos, todos no hospital me olhavam tipo "Oh, Justin Bieber está chorando!".

Justin: QUE FOI PORRA?! -gritei sem pensar.- PAREM DE FICAR ME ENCARANDO! -continuei e todos me olharam assustados e voltaram à conversar ou olharem à tv.

Pattie: Justin, pelo amor de Deus...

Justin: Pelo amor de Deus o que, mãe?! -disse à encarando.- Minha mulher esta desmaiada, correndo perigo e tudo por culpa minha.

Pattie: Você não sabe se ela está mesmo correndo perigo. E você não é o culpado, tire isso da sua cabeça...

Justin: A senhora mesma disse que eu era o culpado. -disse incrédulo e ela suspirou.

Pattie: Eu estava nervosa, Justin.

Justin: Mas eu sei que eu sou o culpado. Eu estressei ela. -minha mãe suspirou novamente.

Pattie: Não cabe à nós ficar nervosos demais e muito menos vendo de quem é a culpa.

Justin: Ligou para às meninas? -perguntei mudando de assunto.

Pattie: Sim. E liguei para os pais dela também.

Justin: VOCÊ ESTÁ DOIDA, MÃE?! -gritei fazendo todos me olharem novamente, mas eu olhei para eles e os mesmos voltaram à fazer seus afazeres.- O pai dela vai me matar! Você sabe que ele não gosta de mim.

Pattie: Para, Justin! Ele não vai fazer nada com você!

Suspirei tentando ficar calmo, o que era extremamente impossível. Nem um doutor vinha à recepção, o que me irritava completamente. Bando de zé ruela! Levantei-me e fui até a recepcionista.

Recepcionista: Olá, Senhor Bieber.

Justin: Quero saber como à (seunome) está. -disse ignorando-a.

Recepcionista: Ainda não tenho noticias. Como pode ver, nenhum médico veio aqui ainda.

Justin: Eu preciso saber como ela está.

Recepcionista: Daqui à pouco você vai ter noticias.

Justin: Vocês são um bosta!

Recepcionista: Se o Senhor ficar me agredindo com palavras, posso falar com o segurança para te tirar daqui.

Revirei os olhos e dei às costas xingando ela em sussurro. Bando de filhos da puta! Não servem para nada.

Sentei-me novamente e fiquei ali escorando à cabeça na parede, até que vi os meninos e ás meninas chegarem. Eles me abraçaram e abraçaram minha mãe. Eles ficaram conversando e eu nem dei bola, estava com à cabeça quente, nervoso e doido para ver a (seunome).

Ouvi passos vindo em minha direção, abri os olhos e vi o pai da (seunome).

Continua... 
oi genteee, tudo de boa?! O capitulo ficou pequeno, né? Desculpe... Mas tipo, terminei de escrever correndo pq ainda tenho que me arrumar para ir p escola. Amores, participem do grupo do blog no facebook (www), lá eu sempre posto avisos de quando vou postar ou o que houve por eu não ter postado e tal.. E ainda converso com vcs. o/ haha Participem, pfvr?! Ah, e divulguem o blog? Quero começar a nova ib com mais leitores. *U*  aah estou tão feliz por alguns leitores terem voltado... tipo, o Diego safadooo que sumiu e voltou de novo, esse chato que vive me abandonando. :'( A Jacque gataa! <333 A Mrs. Bieber, que não sei o nome dela, é q ta assim na conta dela u-u A May gostooosaa <3 A Ana Nunes que vive me abandonando. :'((((((( E só... u.U Se tiver mais alguém, avise-me. É que esses que eu citei aqui, tem MUITO tempo que eles não comentavam, tenderam?! E ainda estou sentindo falta de muitos aqui... :/ aaahh, a Isabella Crystina pediu o link dos meus outros blog, estão todos na página de contados: www . Então é isso genteee... Beijos e amo vocês pra caralhoouuu! <3333333 Continuo com 20 comentários.

18.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 73✌


(seunome) P.O.V

Justin: Eu tenho outra surpresa para você.

Você: Outra, Jus?

Justin: Sim.. -disse sorrindo.

Você: Tudo bem... Fala o que é.

Justin: Só um minuto... -eu assenti.- Vem cá, por favor... -pediu ao garçom que se encontrava ali. Ele então aproximou-se e cochichou algo no ouvido do garçom, que em seguida assentiu e retirou-se dali.

Você: E então, Justin? Estou muito curiosa! -ele riu pelo nariz. 

Justin: Ele já esta trazendo. 

Você: Trazendo o quê?

Justin: A surpresa, amor. -disse como se fosse obvio e riu, fazendo-me sorrir. 

Não demorou muito e o garçom voltou com uma caixinha de presente na mão e entregou à Justin, que me entregou com um sorriso enorme no rosto. 

Justin: Abre, amor.

Você: Tem hora que eu tenho medo das surpresas... -disse enquanto abria a caixinha e ele riu.

Assim que abri-a por completo, vi duas passagens, olhei e vi que era para o Brasil. 

Justin: Você não está entendendo nada, né?! 

Você: Não mesmo. 

Justin: Vamos casar no Brasil. 

Eu o olhei incrédula e logo abri um sorriso do tamanho do mundo, fazendo ele sorrir de volta.

Você: Amor, você é tão perfeito! -ele sorriu.

Justin: Ainda tem mais coisas... 

Você: Puts! -rimos.

Justin: O casamento está marcado para daqui três meses. 

Você: Como assim? -perguntei de imediato, demostrando tamanha a minha surpresa.

Justin: Já está tudo marcado, amor. 

Você: E o nosso bebê?

Justin: Eu sempre quis casar com você gravida, eu acho perfeito! -disse sorrindo bobo.

Você: Eu vou está com 7 meses de gravidez, Justin. Vou está um bola, como vou entrar assim na igreja? -perguntei incrédula e ele riu.

Justin: Não se preocupe amor. Você vai ser à noiva mais linda desse mundo! -eu sorri.

Você: E os preparativos? Como vamos dar conta disso sendo que vamos casar no Brasil?

Justin: Sabe a sua prima Bruna? -assenti.- Eu conversei com ela e ela disse que topa ajudar... Ela disse que o Luan, o irmão dela, tem uma amiga que tem buffet...

Você: Você é um louco, sabia?! -disse sorrindo boba e sentindo algumas lágrimas rolarem. Ele sorriu e aproximou nosso rosto.

Justin: Eu amo você e nosso filho! -sorri e ele selou-me demorado e calmo, depois ajeitou-se na cadeira.- A comida, por favor! -disse ao garçom, que assentiu e retirou-se dali.

Você: Que nome vamos dar ao nosso filho? -perguntei após ficarmos uns longos segundos nos encarando sorrindo. 

Justin: Se for menina, pode ser Justina. -disse normal. 

Você: Justina? -perguntei em meio aos risos histéricos. 

Justin: Sim. É como se fosse Justin na versão feminina, entendeu? -eu ri novamente e ele apenas sorriu.- Gosto de Sophia, Mya e Paige. 

Você: Prefiro Sophia. 

Justin: E masculino, eu prefiro Jason, Peter e Adryan. 

Você: Gosto de Adryan, mas me lembra uma coisa. -fiz careta. 

Justin: O quê? 

Você: Adryan é um primo do David que gostou da Jas, mas deu um bolo nela. 

Justin: Vishi, coitada! -fez careta também e sorrimos.- Pode ser Jason? 

Você: Por quê? -perguntei sorrido, sabendo à resposta. 

Justin: Porque parece com o meu nome. -disse fazendo eu soltar um leve sorriso por saber que ele falaria aquilo. 

Você: Então se for menina, vai ser Sophia, e se for menino, vai ser Jason. -sorrimos.

Justin: Espero que venha um garotão, vou brincar muito com ele. 

Você: E se for menina, ela vai sair pra night comigo. -caçoei. 

Justin: Nem louca! Nunca vou deixar vocês saírem sozinhas, ainda mais para night. -eu ri dele, que me olhou incrédulo.- Estou falando sério... 

Você: Tá bom, Senhor Protetor! 

Ele ia dizer algo, mas a comida finalmente chegou. O garçom nos deu a comida e abriu o vinho, colocando na minha taça e na taça de Justin. Eu e Justin ficamos conversando palhaçadas enquanto comíamos. Assim que terminamos de jantar, Justin dispensou o garçom e nós dois fomos para a cabine do piloto. 

Você: Você sabe pilotar essa coisa? -perguntei referindo-me ao iate. 

Justin: Sou foda, meu amor. -gabou-se e eu ri.

Ele ligou o motor e logo Justin deu partida dali. Fui até ele e o abracei por trás, mas a minha barriga atrapalhou, o que nos fez rir de imediato. 

Você: Que merda! Não consigo te abraçar por trás. -reclamei e ele riu. 

Justin: Vem cá! -exclamou puxando meu braço e fazendo eu ficar na frente dele. 

Justin continuou pilotando e paramos enfrente à uma montanha onde à luz da lua refletia sobre o mesmo e sobre o mar, o que era perfeito. 

Ele continuou me abraçando por trás e deu um leve beijinho gelado em meu pescoço, fazendo eu me arrepiar e morder os lábios.

Você: Se você continuar, eu vou acabar tendo nosso filho aqui! -rimos. 

Justin: Hoje eu não quero nada além de ficar abraçadinho com você à noite inteira. 

Você: Nem uma noite de amor? 

Justin: Nem isso... 

Você: Cade o Justin que eu conheço? -perguntei virando-me para ele.

Esse era o momento que eu poderia dizer que a Chantel tinha dado prazer para ele, mas eu não queria estragar nosso momento maravilhoso, então decidi broquear-la de meus pensamentos... pelo menos, por enquanto.

Justin: Só quero que tenhamos uma noite diferente, sabe?! -eu sorri. 

Você: Você é um anjo que Deus me enviou. -selei ele.

Sentamos de frente para o luar e ficamos abraçadinhos em meios ao beijos e selinhos, e logo dormi. 

Dia seguinte... 

Acordei com Justin me enchendo de beijinhos. 

Justin: Bom dia, princesa! 

Você: Bom dia, amor. -disse manhosa e já me levantando.- Que horas são?

Justin: 06h00...

Você: Ainda está cedo, Jus. -resmunguei voltando à deitar.

Justin: Eu sei minha linda, mas temos que voltar antes dos banhistas chegarem, porque senão a gente vai ter que dar autógrafos e tirar fotos com Deus e o mundo!

Você: Posso fazer uma coisa? 

Justin: O quê?

Você: Dormir enquanto a gente não chega... -ele riu.

Justin: Pode sim. 

Ele selou-me e já ia levantando, mas segurei sua nuca e o puxei para um beijo lento. Encerramos com selinhos e ele voltou a pilotar enquanto eu cochilei, mas logo acordei novamente com Justin me chamando com um sorriso lindo no rosto. 

Você: Já chegamos? 

Justin: Já sim. 

Suspirei derrotada e levantei-me bocejando. Fui até à parte de fora com Justin e notei que não tinha ninguém na praia, para à nossa felicidade. Justin me ajudou à descer do iate e fomos abraçados até o carro dele. 

Você: Me desculpe por ter deixado você vim pilotando sem conversar comigo, ou algo do tipo. 

Justin: Está tudo bem, amor. -disse prestando atenção na estrada.- Você está gravida e tem mais é que descansar. -pousou à mão em minha coxa. 

Encostei minha cabeça na janela e senti meus olhos fecharem. Eu já era preguiçosa, mas quando eu estava gravida, eu parecia um bicho preguiça... eu só queria dormir. 

Acordei sentindo que eu estava numa cama com alguém ao meu lado. Abri os olhos e vi que ele estava na cama de Justin e dormindo com ele. Virei meu rosto para a escrivaninha e vi que marcava 12h00. Levantei-me preguiçosamente e notei que eu estava com uma camisa de Justin. Ele tinha me trocado e me colocado na cama... Meu homem é perfeito! 

Prendi meu cabelo num coque firme e alto e desci, levando um pequeno susto ao encontrar Pattie na cozinha. 

Pattie: Oi querida, que bom que acordou! -disse sorrindo e veio até à mim, me abraçando em seguida.

Você: Não sabia que você ia vim para cá... quer dizer, eu nem sabia que eu ia vim para cá. -disse e balancei à cabeça confusa. Ela riu.

Pattie: Justin pediu para eu vim fazer o almoço, já que ele está sem cozinheira. 

Você: Não precisava Pattie, eu dava meu jeito. 

Pattie: Até parece que eu e Justin iriamos deixar você cozinhar. -eu sorri.- A comida esta pronta, você quer?

Você: Eu aceito, Pattie. Estou faminta! -ela sorriu novamente. 

Peguei um prato e arrumei minha comida que, por sinal, era lasanha. Coloquei um copo de suco de Manga para mim e sentei-me na cadeira, devorando à comida enquanto conversava com Pattie, que também almoçava. 

Você: Pattie, vou ir lá em cima vê se o dorminhoco acordou. 

Pattie: Tá bom. Se ele tiver acordado, manda ele vim almoçar. -eu assenti e subi.

Justin estava vestindo uma bermuda e sorriu assim que me viu. 

Você: Bom dia de novo, príncipe. -sorri.

Justin: Bom dia, minha preguiçosa. -sorriu e pegou em minha cintura.

Você: Eu pensei que você ia me levar para à minha casa.

Justin: Não, não. Mas não tem nenhum problema, né?! 

Você: Claro que tem. -ele olhou-me confuso.- Brincadeira, bobo! -eu ri e ele sorriu. 

Justin: Minha mãe já esta aqui?

Você: Sim, e você não precisava incomoda-la, eu sei cozinhar. 

Justin: Eu não ia te deixar cozinhar. -disse obvio.- Ou era a comida da minha mãe, ou uma gororoba feita por mim. -rimos. 

Enquanto ele arrumava o cabelo, o encontro dele com a Chantel passou por minha cabeça novamente. Eu teria que perguntar, ou aquilo ficaria me atormentando...

Você: Justin? 

Justin: Fala...

Você: Por que você e a Chantel saíram? 

Continua...
ooooooi cambada gostosa, tudo de boa? Pensaram que eu não ia postar né?! kkkk E eu n ia.. UEHUEHUEH Estou passando mal e fiquei sem inspiração, mas do nada a inspiração veio, ai eu resolvi escrever. :3 Me perguntaram em qual capitulo alaylm vai acabar... Bem, eu não sei, mas está quase acabando. Está beeeem pertinho de acabar! Talvez daqui uns 10 capítulos ou menos, ou mais... UHSUHAUSH Espero que tenham gostado, raparigaasss! <3333 Beijos e amo vcs p caralhooouuuu! <3 P.S: Quero mandar um beijãoooo para à Gabriele Tais Paza!! <3333333 Continuo com 20 comentários.

15.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 72✌+ Leiam as notas finais, pfvr

 

(seunome) P.O.V

Deitei-me na cama e cochilei um pouquinho, mas logo ouvi baterem na porta do meu quarto e eu gritei para que entrasse, a porta então abriu e eu puder ver Justin.

Ele abaixou a cabeça e veio até a mim com às mãos no bolço da calça. Suspirei para não me estressar com ele.

Você: O que você quer, Justin?

Justin: Por que você veio embora? -respondeu em uma pergunta.

Você: Você ainda pergunta!?

Justin: Olha.... -ele suspirou- Eu sinto muito pela nossa briga, sei que você não pode se estressar e tal, mas você me irritou.

Você: Justin, eu só quero saber a verdade.

Justin: Que verdade?

Você: Você esta me traindo?

Justin: De onde você tirou isso?

Você: Eu te fiz uma pergunta... -disse firme.

Justin: Eu não estou te traindo.

Você: Então por que a Chantel te ligou? -perguntei cinica. Ele me olhou assustado e ficou calado por longos segundos.- Hein, Justin?

Justin: Me ligou atoa, eu não tenho nada com ela.

Você: Mas você saiu com ela hoje. Não adianta mentir, eu sei que vocês sairam.

Justin: Como você sabe disso?

Você: Não interessa.

Justin: Acredita em mim, tá?!

Você: Eu já te disse INUMERAS vezes que eu não quero você com ela. -disse já exaltada- Porra Justin, por que você não me escuta?

Justin: Não aconteceu nada (seunome), eu juro.

Você: Quem jura, mente...

Justin suspirou irritado. Seu rosto estava vermelho, já desmostrava a raiva ali. Fiquei fitando a parede à minha frente enquanto ele suspirava diversas vezes.

Justin: Você esqueceu isso lá em casa. -disse vindo até a mim com o meu cordão na mão.

Você: Preciso descansar. -disse após pegar meu colar e colocá-lo na escrivaninha. Ele me encarou perplexo.- Justin, vá embora por favor.

Justin: Nós dois vamos ficar nesse clima mesmo?

Você: Enquanto você não me dizer a verdade... -deixei a palavra no ar.

Justin: Vamos sair hoje! -exclamou me ignorando totalmente. Aquilo soou como uma ordem.

Você: Você não acabou de escutar o que eu disse? -ele ficou me encarando.- Eu quero que você saia daqui, não estou suportando olhar para você. -esmoronei toda a verdade e senti uma maldita lágrima em minha bochecha, mas logo tratei de limpa-la.

Justin: Eu entendo que esteja com raiva de mim, mas eu preciso que você saia comigo. -ficamos em silencio.- Eu vou te deixar em paz, eu juro...

Assim que ele terminou de falar, ficamos novamente em silêncio. Dessa vez eu fitava o chão, estava procurando respostas para tantas perguntas, que eu nem mesma me entendia.

Você: Tudo bem. -disse quase num sussurro, mas ele ouviu, pois abriu um enorme sorriso; o sorriso que eu sou loucamente apaixonada.

Justin: Passo para te pegar às 20h00. -eu assenti.- Posso fazer uma coisa antes de ir?

Você: O quê?

Justin: Dar um beijo no nosso bebê.

Você: Pode... -respondi sem pensar.

Ele veio em minha direção e sentou ao meu lado na cama. Senti às mãos macias e leves de Justin em minha barriga, ele acariciava e sorria feito bobo. Eu tentei evitar os sorrisos em meu rosto, mas era impossivel. Por fim, ele deu um longo selinho em minha barriga.

Justin: Não vejo há hora de nascer. -eu sorri de lado.- Às 20h00 em ponto. -disse rápido e senti seus lábios tocarem os meus rapidamente.

Ele levantou-se e eu o xinguei de "Filho da puta!", mas ouvi a risada gostosa dele na escada. Ri do que ele tivera feito e coloquei meus dedos em meus lábios, sorri boba. Aquele homem tinha poder sobre mim, eu não podia negar isso à ninguém e nem à eu mesma.

Continuei deitada e peguei no sono, acordei com uma mensagem do Justin:


Não se esqueça: Passo para te buscar às 20h00. Eu amo vocês! :)

 
Sorri. Mesmo estando triste com ele, como ele faz isso comigo? E, obviamente, o "amo vocês", se referia à eu e ao nosso filho. NOSSO FILHO! É tão engraçado pensar e dizer isso.

Olhei no celular e estava marcando 19h10. Levantei-me, fui até meu closet e escolhi uma roupa, depois coloquei a mesma em cima da minha cama. Peguei uma toalha no closet e fui para o banho. Demorei uns 20 minutos no mesmo, porque lavei meu cabelo.

Assim que terminei o banho, sequei meu cabelo e passei meu creme de corpo da VS que, por sinal, estava me deixando anjoada por causa do cheiro. Eu teria que trocar vários cremes durante a minha gravidez.

Fui para o meu quarto, me maquiei, e vesti-me.


Deixei meu cabelo solto e de lado, passei meu perfume e estava pronta. Peguei meu celular e desci, encontrando meu pai sentado no sofá.

Pai: Vai para aonde linda desse geito? -sorrimos.

Você: Vou jantar com o Justin.

Pai: Aonde?

Você: Nem sei pai, Justin gosta de fazer surpresas. -sorri.

Pai: Filha, sente aqui, quero conversar com você. -assenti e sentei-me ao lado dele.- Olha, eu sei que você está gravida do Justin, mas você quer mesmo levar esse seu relacionamento com ele à sério? Eu e a sua mãe podemos te ajudar a cuidar do seu filho.

Você: Pai, eu sei que vocês ainda não se entenderam, mas eu amo o Justin e quero que meu filho seja criado pelo pai também.

Pai: Mas ele pode vim ver a criança quando quiser...

Você: Não, pai. Eu quero ficar com o Justin, eu amo ele! -meu pai suspirou.

Pai: Tudo bem, não vou te forçar à nada, mais...

Você: Mais nada, pai... -eu o interrompi e finalmente ouvi à campainha tocar. Ficamos quieto e olhamos para à porta, assim que Lizzy abriu, eu vi Justin sorrindo de leve.- Tenho que ir.

Dei um beijo no rosto do meu pai e fui até Justin, que abriu um largo sorriso.

Justin: Você está perfeita!

Você: Não seja mentiroso. -ri fraco.

Justin: Não estou mentindo... -disse alisando meu rosto.- Vamos?

Eu assenti. Saímos da minha casa e fomos para o carro de Justin. Ele abriu a porta para mim, eu entrei e ele deu a volta no carro, ocupando o lugar no banco do motorista. Justin ligou o carro e logo deu partida.

Você: Para aonde vamos?

Justin: Para a praia.

Você: Fazer o que na praia?

Justin: Surpresa... -ele sorriu.

Você: Não vim com uma roupa adequada para ir na praia.

Justin: Você está perfeita para a ocasião.

Você: Que ocasião?

Justin: Calma mulher curiosa. -ele disse rindo. Revirei os olhos impaciente.- É numa praia aqui perto.

Depois que Justin disse que era perto, ficamos em silencio e demoramos uns 20 minutos; isso porque ele falou que era perto, imagine se fosse longe... -ironia.-

Antes que eu abrisse a porta para sair, Justin fez isso por mim. Ele me ajudou descer por conta do meu salto que afundava na areia.

Você: Poxa, você podia ter me falado que iriamos vim para a praia, assim eu não viria de salto.

Assim que terminei de falar, senti Justin me pegar no colo. Bati nele por conta do susto e ele ficou rindo, fazendo-me sorrir.

Justin: Agora para de reclamar, sua chata.

Você: Hey...

Justin: Você sabe que eu te amo! -disse olhando para o mar e andando comigo pela areia.
 
Ele me deixou no chão e vi que não tinha nada, apenas um iate todo apagado à nossa frente.

Você: O que viemos fazer aqui?

Justin: Me faz um favor?

Você: O quê?

Justin: Clareia a areia à sua frente enquanto eu pego um negocio.

Você: Para quê?

Justin: Apenas faça isso. -disse sorrindo.

Revirei os olhos e clareei à areia com o meu celular enquanto Justin pegava algo no bolço. Eu apenas vi algumas letras e vi que Justin ajudou-me a clarear com a luz do celular dele também. Juntei todas às letras e abri a boca num perfeito "O".

Estava escrito: Casa comigo?

Eu olhei para ele sem acreditar e ele me olhava sorrindo. O abracei com força deixando às lágrimas rolarem. Eu não conseguia acreditar no que tivera acontecendo.

Justin: Você ainda não me respondeu.

Você: E eu preciso? -sorri boba com os braços em seu pescoço.

Justin: Claro. Eu quero ouvir um "Sim"... -sorriu.

Você: É CLARO QUE EU ACEITO CASAR COM VOCÊ! -disse o mais alto que pude.

Justin agarrou minha cintura sorrindo e me rodou por pequenos segundos. O abracei o mais forte possível. Assim que desfizemos o abraço, Justin tirou uma caixinha de seu bolço e abriu-a revelando duas alianças douradas.

Ele pegou uma e colocou no meu dedo, eu peguei à outra e coloquei no dedo dele.

Justin: Eu vou ser o homem mais feliz do mundo! -sorriu largamente.- Quer dizer... Eu já sou o homem mais feliz do mundo. -ri pelo nariz.

Aproximei-me mais e segurei em sua nuca, o trazendo para mais perto. Nos entreolhamos e Justin selou nossos lábios calmamente, logo iniciando um beijo calmo.

 
Justin: Tem mais uma coisa.
 
Você: O quê?
 
Justin não disse nada, apenas assoviou e vi às luzes do iate sendo acessa por um homem que se encontrava lá dentro.
 
Justin: Isso... -sorriu.
 
Você: Não acredito, Justin. -disse sorrindo.
 
Justin: Vamos entrar.
 
Você: Me faz um favor?
 
Justin: Claro...
 
Você: Tira meu salto? -perguntei rindo. Eu não podia abaixar por conta da barriga, então tive que pedir ele.
 
Ele fingiu indignação, mas logo abaixou e tirou meus saltos e segurou os mesmo. Fomos andando devagar até o iate que estava bem na nossa frente. Entrei no mesmo com a ajuda de Justin e vi uma mesa com vinho, taças, pratos, talheres, guardanapo em cetim e um jarro com algumas flores.
 
Justin tirou a cadeira do lugar, fazendo "modos" para eu me sentar. Sentei-me ele sentou em sua cadeira.
 
Justin: Gostou?
 
Você: Amei, amor. -sorrimos.- Você sempre romântico... Como pode? -ele riu pelo nariz.
 
Ele puxou a minha mão que estava com o anel e alisou à mesma, sorrindo bobo.
 
Justin: Estou louco para casar logo.
 
Você: Eu também.
 
Justin: Eu tenho outra surpresa para você.
 
Você: Outra, Jus?
 
Justin: Sim.. -disse sorrindo.
 
Você: Tudo bem... Fala o que é.
 
Justin: ....
 
Continua...
OOOOOOOI RAPARIGAAASSS! <3 VÉI, QUE SAUDADESSS! VOU DEIXAR A LETRA NO MAIÚSCULO, PQ ESTOU COM PREGUIÇA DE TIRAR. KKKKKKKK QUERO PEDIR DESCULPA PELO TEMPO SEM POSTAR, MAS É QUE EU FIQUEI SEM INTERNET E SÓ VOLTOU ONTEM. "MAS CACAU, PQ VC NÃO POSTOU ONTEM?" EU ESTAVA COM PLANOS DE POSTAR ONTEM, MAS MINHA MÃE FEZ EU ARRUMAR A CASA JUNTO COM ELA ONTEM A NOITE, AI JÁ VIU NÉ?! FIQUEI COM DOR DE CABEÇA POR CAUSA DA POEIRA E TAL... :/ AGORA VOU SAIR DO CAPS, PERA... KKKKKK Oi gente... kkkkkkk Bem, quero dar umas noticias não tão boas para vocês: Vou excluir Fix A Heart. Isso mesmo, meu povo! :( Eu tranquei ela por falta de comentários, e agora está sem comentários de novo, então decidi excluir. Bem, vou deixa-la como rascunhos e vou ver se mais pra frente volto a posta-la, quem sabe. :) Outra noticia ruim: Eu quase não vou poder responder os comentários de vcs. Eu amo os comentários de vcs e amo responder, mas acontece que estou sem tempo, pq estou estudando a tarde, então ocupa todo o meu tempo. Ai o tempo que eu levo respondendo os comentários, eu posso escrever o capitulo, certo? Espero que me compreendam. Mas sempre que puder, eu irei responder vocês. E lembrem-se: Eu LEIO todos os comentários e todos eles me faz sorrir forevermente. *-* <333333333 Enfim.... Espero que tenham gostado do capitulo, e desculpe-me pelo capitulo pequeno. E espero que tenham lido até aqui. UHEUEHUEH E POOOOOOORRAAAAAA, o capitulo anterior teve mais de mil visualizações, senhooooor! <333333333 Estou soltando fogos pelo cu, pq né.. kkkkk Cara, que felicidade por isso! MEU DEUUUUSSSS! MUITO OBRIGADA, MINHAS KENGAAASSS! <3333333 Beijos e amo vocês pra caralhooo! :3 <3 Continuo com 20 comentários.

Visitem meu outro blog: www 
 


5.2.14

As Long As You Love Me - Capítulo 71✌


(seunome) P.O.V

Peguei meu celular e o mesmo tocou, me dando um leve susto. Quando vi que era o David, eu senti meu coração acelerar de um jeito incrível e tenso. Eu tinha medo do que ele queria e medo de falar com ele, mesmo que prometemos ser amigos; mas fazia muito tempo que eu não falava com ele, por isso entranhei a ligação.

Esperei tocar mais um pouco e resolvi atender, ouvindo sua voz doce e sexy do outro lado da linha, fazendo eu ficar mais nervosa ainda.

- (seunome)?
Você: Oi. -respondi depois de alguns segundos.
- É o David, se lembra de mim?
Você: Oi David, é claro que eu lembro. Quanto tempo!
David: Pois é, você me abandonou. -ri pelo nariz.- Você está bem?
Você: Estou sim, e você?
David: Também estou. E o bebê? Soube que você está gravida. -disse normal, sem nenhum tipo de tristeza a voz, o que me deixou intrigada já que ele me amava (ou não).
Você: Meu baby está bem, não vejo a hora de nascer. -sorri boba.- Mas e você, está com alguém? Como é que está a vida?
David: Estou noivo. -disse fazendo eu abrir a boca num perfeito "O".- Ainda está ai? -chamou minha atenção fazendo-me perceber que eu tinha ficado quieta.
Você: Estou muito surpresa!
David: Achou que eu nunca ia casar?
Você: Ahn... Não, não é isso, é que...
David: Eu sei, boba, estou brincando. -me interrompeu rindo. Ri pelo nariz.
Você: Estou muito feliz por você, sério mesmo.
David: Obrigado. Ah, sempre que dá, eu vejo você na tv.
Você: Own, sério?
David: Vejo muito seus desfiles. Você manda muito bem nisso, parabéns!
Você: Muito obrigada, fico muito feliz ao saber disso, sério... -sorri.
David: Podíamos marcar de sair, o que acha?
Você: Acho que não é uma boa ideia. Justin não vai gostar.
David: Não estou falando de só eu e você... -riu pelo nariz.- Estou falando de nós dois e minha noiva e o Bieber.
Você: Eu vou conversar com ele, mas não sei se ele vai topar.
David: Então tá. Vou ter que desligar, depois a gente se fala.
Você: Tá bom, beijos.
David: Tchau.

Desliguei a ligação e coloquei meu celular no meu bolço traseiro. David foi meu namorado por um bom tempo, mas eu não conseguia confiar nele novamente depois do que aconteceu.

Cait: Pensando em quê? -perguntou despertando-me de meus pensamentos e fazendo eu perceber que eu já estava na sala.

Você: Nada demais.

Jas: Já esta mais calma?

Você: Sim. E me desculpe pela forma que tratei vocês lá em cima.

Jas: Está tudo bem...

Cait: É, está de boa. -ela sorriu.

Você: Vou arrumar minha bolça e voltar para a minha casa.

Cait: Por quê? -perguntou surpresa.- É por causa do Justin? O que ele fez? -continuou perguntando sem deixar eu responder.

Você: Eu tenho certeza que Justin está me traindo, mas ele não quer me contar.

Jas: Mas e se ele não estiver te traindo?

Você: Eu tenho certeza que ele está, Jas. -disse já sentindo às lágrimas em meu rosto.- Não quero falar mais sobre isso, por favor...

Elas assentiram. Subi às escadas e fui de novo para o quarto de Justin. Peguei minha bolça no closet e guardei todas às minhas coisas dentro da mesma. Desci às escadas e as meninas subiram para pegar à outra bolça que estava lá, e logo desceram com a mesma.

Cait: Seu carro está aqui, e agora?

Jas: Posso ir dirigindo o carro dela, já que eu vim com você.

Você: É, pode ser...

Fomos até a garagem, Jas entrou no meu carro comigo e Cait entrou no dela. Seguimos caminho ao som de várias musicas.

{...}

Já estava marcando 14h00 e Justin ainda não tinha me ligado e nem tinha me mandado uma mensagem, o que me deixava super irritada. Ele foi se encontrar com a amante e simplesmente esqueceu que tem mulher, o que me deixava triste e fazendo com que eu me sentisse um lixo.

Lizzy: Cadê Cait e Jas?

Você: Disseram que tinha que resolver um negócios.

Lizzy: Pensei que elas iriam ficar aqui...

Você: Também pensei. -suspirei triste.- Estou tão triste com o Justin.

Lizzy: Tenta conversar com ele.

Você: Eu não consigo! -pausei por uns segundos.- Só em olhar para a cara de pau dele, me da vontade de xinga-lo de tudo e bater nele.

Lizzy: Isso se chama amor... -disse e riu pelo nariz, fazendo eu sorrir pela primeira vez no dia.- Eu preparei um lanche ótimo para você, vamos descer para você comer.

Você: Estou sem fome... -disse manhosa.

Lizzy: Mas você tem um bebê ai dentro, precisa alimenta-lo. -suspirei.

Você: Tenho que me acostumar com essa nova vida ainda...

Lizzy sorriu. Levantei-me da cama e desci com ela, indo direto para a cozinha. Vi um sanduiche natural enorme e um copo de suco de manga. Adorava comer isso. Sentei-me na cadeira e devorei o sanduiche, mesmo não estando com tanta fome.

Lizzy: Pra quem não estava com fome, hein... -disse e riu.

Você: Ah Lizzy, você sabe que eu não resisto às suas comidas... -disse com a boca cheia, fazendo ela rir novamente.

Lizzy: Querida, vou colocar umas roupas no varal, qualquer coisa é só gritar.

Você: Tá bom.

Vi que eu estava com a barriguinha mais fofa, então fui no espelho da sala e tirei uma foto e postei no instagram/twitter:
@Parker_: Ansiosa para o meu baby chegar! *-*

Voltei para a cozinha, continuei lanchando e levei um pequeno susto quando meu celular vibrou, sorri ao ver que era o boylieber que eu conversava no meu fã clube fake.

Oi, amooor.
 
Hey baby, quanto tempo...
 
Eu estava viajando, por isso te abandonei. Desculpe... :( Mas e você, está bem?
 
Poxinha, bb... :( Mas tudo bem.. haha Estou sim, e vc?
 
Estou ótimo. *-* Viu como a barriga da (seunome) está? Ela postou uma foto no instagram. *0*
 
Nem vi, me manda?
 
Ela postou com a legenda: "Ansiosa para o meu baby chegar! *-*" Tão fofa, né?!
 
Awwwn... *--* Eu estou doida para ver esse baby dela, na boa... :3
 
Vai ser perfeito! Justin é foda, e (seunome) é perfeitaaa... *U* -eu sorri boba.- Imagine a bunda do bebê deles... (seunome) e Justin tem uma bunda enorme.. *0* kkkkk
 
A criança quando crescer, não vai nem poder passar na porta por causa da bunda. kkkkkkkkkkkk scrr
 
kkkkkkkkkkkk Vc n presta! ❤❤❤
 
Nós né?!ahahhahahaha ✌ Mas e ai, tá fazendo o que de bom?
 
Abandonado em casa. hahahahahahaha Meus pais saíram, tô de boas aqui... u.u
 
Somos dois então... hahahaha Amor, vou dormir, dps a gente se fala, ok? Beijos. :*
 
Tá bom linda, beijos... ❤


Sai do twitter e subi para o meu quarto. Deitei-me na cama e cochilei um pouquinho, mas logo ouvi baterem na porta do meu quarto e eu gritei para que entrasse, a porta então abriu e eu pude ver Justin.

Continua...
AGORA VOU PULAR PARA OS MEUS FÃS! ❤❤❤ KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK scrr kkkkkkkk E ai povooo, tudo bem? Eu estou de boa. o/ Eu ia postar ontem, mas n teve 20 comentários. #bubu :'( Enfim... Espero que tenham gostado desse pequeno capitulo. Não sei se vai dar para eu responder os comentários do capitulo anterior hoje, mas prometo tentar. E se eu n conseguir, eu respondo amanhã cedo, ok? Estou sem tempo, então espero que me compreendam. :) Então é isso... Beijos e amo vocês! <3 Continuo com 20 comentários.
Participem do grupo do blog: www