27.11.14

Ainda tenho leitores?

Oi meus amors!
Eu simplesmente não sei se eu ainda tenho leitores aqui no blog, mas tomei uma decisão e vim comunicar a vocês: estou escrevendo uma nova fanfic no SocialSpirit. Estou bastante animada, mas também tenho vontade de voltar a escrever aqui no blog. Mas será que eu ainda tenho meus queridos leitores?! Eu sinto tanta falta de vocês.

16.7.14

Adeus!


Leiam até o final, por favor?! Amo vcs!
Vocês não sabem o quanto foi duro chegar nessa conclusão. Passei muito tempo pensando, pensando e pensando até que fiquei sem internet. Como sabem, fiquei três meses sem internet, e tipo, sei lá, isso meio que me ajudou, sabe?! Eu era muito sedentária, só queria ficar enfrente ao PC fazendo várias coisas e principalmente escrevendo fics, que é minha paixão. <3 Mas, durante esse tempo que eu fiquei "desatualizada" do mundo virtual, eu pude olhar para trás e parar pra pensar em quanto tempo eu perdi enfrente ao PC enquanto o tempo passava, eu crescia, e não aproveitava. Então, decidi excluir o Crazy For Jerry e minhas outras fanfics. Não vai ser fácil e nem está sendo ter essa conclusão, mas eu simplesmente preciso aproveitar a minha vida. O tempo passou, eu cresci e percebi que o mundo de fantasias realmente não existe; e eu não posso imaginá-lo para sempre. O CFJ é um blog que eu nunca, na minha vida, irei esquecer. Aqui eu escrevi tudo o que eu imaginei, tudo o que eu sonhei... e vocês me deram forças para enfrentar algumas dificuldades. Sorri e sorri todas às vezes que vi os comentários de vocês, até mesmo os negativos; bem, na hora é lógico que eu fiquei com raiva nesses negativos e ofensivos, por isso briguei mesmo, vocês me ajudaram e depois ainda ri, pois teve uma treta no meu blog, e isso, quando eu olho para trás e lembro, eu fico até feliz, pois passamos por TUDO e vocês estavam comigo SEMPRE. Teve até as leitoras fantasminhas que realmente sumiram, mas também teve as que ficaram comigo até agora e às que ficaram do início até o fim, assim como prometeram. <3 Cara, cada seguidor, comentários, visualizações. E tipo, o blog está chegando ao 1 milhão de visualizações, vocês tem noção do quanto eu fico feliz com isso? OBRIGADA POR TUDO! Como eu disse: Nunca vou esquecer do blog e nem dos sorrisos que vocês colocam em meu rosto todos os dias. Mas, realmente é preciso deixar o CFJ. Está doendo muito ter que fazer isso, estou chorando, mas não dá mais! Vou me dedicar ao blog Estilo Diwa e às minhas coisas pessoais. E antes que me critiquem por eu me dedicar somente ao blog, eu respondo: Agora é o ED que precisa de mim, já passei bastante tempo aqui. E além do mais, lá são coisas pessoais sobre mim. Eu espero que vocês realmente me entendam. ME PROMETAM UMA COISA? Prometam pra mim que nunca, nunca e nunca irão desistir dos sonhos de vocês? 
Eu amo vocês pra caralhoouuuuu!

"Sonhar
Nunca desistir
Ter fé, pois fácil não é
E nem vai ser"

Beijos da tia Cacau que ama mt vcs! :*


Contatos: 

5.7.14

ooooi ❤

Meus amors, q sdds de vcs pqp. Vou dar um recado rapidinho pq estou pelo celular. Estou sem continuar as ibh pq estou sem internet no meu not. :( Assim q meu pai colocar internet dnv, eu com certeza vou postar, tá?! Bjjs e amo vcs pra caralhouuuuu! ❤❤❤❤ P.S: CONVERSEM CMG NO TWITTER: @BELIEVATICDOLS

28.3.14

Be Alright (2° Temporada) - Capítulo 5 ❤


Justin P.O.V

Fui para o meu carro, liguei o mesmo e fui seguindo a (seunome). Ela estava na minha frente e eu atrás. Ouvi meu celular tocar, era ela.


— Justin?
— Oi amor.
— Pode ir direto para casa, vou passar em um lugar primeiro.
— Aonde, (seunome)?  Perguntei um pouco rude. Você disse que ia ficar comigo hoje.
— Surpresa! — Disse num tom provocador e eu sorri imaginando que seria algo hot— Eu vou ficar!
— Por acaso é o que eu estou pensando?
— Não sei o que você está pensando. — Disse no mesmo tom provocativo.
— Olha, se você quer me deixar excitado, saiba que está conseguindo.  Disse por fim e ela gargalhou. — Estou falando sério!
— Até depois, baby— Ela disse dando ênfase no "baby". — Eu te amo!
— Te amo!

Desliguei a ligação e segui reto na avenida enquanto (seunome) entrava em outra rua. Não demorou muito e cheguei em casa, que era um pouco perto da escola.

(seunome) P.O.V

Eu estacionei o carro enfrente a Victoria's Secret e entrei na mesma. Fui para o setor de lingeries e comprei várias lindas e algumas hot. Justin que me aguarde essa semana!, pensei e sorri maliciosa.

Fui ao caixa, paguei tudo, peguei às sacolas e fui para o meu carro. Dei partida em seguida. Assim que cheguei em casa, abri o portão com o controle e entrei na garagem, estacionando meu carro ao lado do de Justin.

Peguei às sacolas e entrei em casa encontrando Justin jogado no sofá vendo TV. Senti um cheirinho bom de comida.

— Tem alguém aqui? — Perguntei olhando Justin.

— Não. — Ele riu.

— Quem está fazendo o almoço?

— Eu mesmo. — Disse e eu gargalhei fazendo ele me olhar incrédulo.

— Chega de piada, Justin! — Disse parando de rir e sorri.

— Eu estou falando sério. Vai lá ver!

Sorri e deixei às sacolas em cima do sofá e fui para a cozinha. Realmente não tinha ninguém ali. Vi várias panelas no fogão e fui ver o que era. O arroz estava no fogo e tinha uma lasanha no forno. Sorri sem acreditar e voltei para a sala vendo Justin com várias lingeries que eu tivera comprado, em cima do colo dele enquanto ele futucava às sacolas.

— Justin! — O repreendi e ele olhou-me assustado, mas sorriu em seguida.

— Gostei dessa, amor! — Disse me mostrando uma das lingeries.

— Você não tem jeito, hein! — Disse tirando as lingeries de cima dele e colocando de volta nas sacolas.

— E ai, viu se tem alguém na cozinha?

Eu sorri e sentei em seu colo, fazendo ele sorrir. Colei nossos lábios e demos inicio a um beijo calmo.

— Já te disse que eu te amo? — Perguntei.

— Sim, mas adoraria ouvir de novo.

— Eu te amo muito, meu amor. Meu besta. Meu idiota. Meu príncipe.

— Eu te amo tanto, minha princesa. — Sorri e o selei demorado. — Preciso ir ver o arroz.

— Você que fez aquela lasanha?

— Sim. Pesquisei a receita na internet.

— Vou lá em cima guardar essas sacolas e tomar um banho, estou precisando.

— Você está com cheiro de sexo. — Disse cheirando meu pescoço. Rimos.

— Ai meu Deus! Que marido bobo!

Nos beijamos novamente e sai de cima dele, notando sua ereção. Ele percebeu que e eu estava olhando e se defendeu.

— Você estava sentada em cima dele, o que significa que a culpa é sua.

Gargalhei e peguei às sacolas. Fui para o quarto, joguei as sacolas no closet e despi-me, colocando minha roupa no cesto em seguida.

Tomei banho e assim que sai do mesmo, fui ao closet e vesti-me assim:

Desci e Justin estava na cozinha vendo a lasanha.

— Vou colocar a mesa. — Eu disse e ele assentiu.

Peguei tudo o que era para colocar na mesa e coloquei, deixando ela bem arrumadinha e a dois. A comida já estava pronta, arrumamos a nossa e almoçamos conversando bobeiras.

{...}

Eu e Justin estávamos deitados na nossa cama agarradinhos vendo filme. E assim que o mesmo acabou, percebi que estava na hora de buscar às crianças.

— Amor, temos que buscar às crianças. — Eu alertei.

— Vou ligar pra Ryan trazê-los.

— Tadinho do Ryan, amor.

— A nossa rua é caminho para à casa dele.

— Tá bom então.

Justin ligou para Ryan e ele disse que pegaria às crianças já que ele não teria que fazer mais nada lá (não tem aula a noite).

Justin, vou fazer o jantar.

— Ta bom amor. Vou tomar um banho e já desço.

Dei um beijo nele, fui ao closet e coloquei um short. Fiz um novo coque em meu cabelo e fui para a cozinha. Ainda tinha louça do almoço, lavei enquanto a comida estava no fogo. Fiz bife com batata frita, amávamos isso!

Eu sentei-me no sofá ao lado de Justin, que já tinha descido e estava de bermuda.

— (seunome)?

— Fala...

— Seu short está muito curto. — Disse rude.  Você sabe que Ryan vai vim aqui.

— Para, amor!

— É sério! Está aparecendo à sua bunda!  Disse incrédulo.

— Ah, por favor né Justin!

Antes que ele dissesse algo, felizmente a campainha tocou. Levantei-me e abri a porta tendo a visão de Ryan e as crianças, que me abraçou de imediato. Assim que desfizemos o abraço, eles correram até Justin.

— E ai Cacau...  Nos abraçamos. Tenho um convite para vocês. 

Continua... 

Oi amorsss, tudo bem? Eu estou beeeem <333 FINALMENTE B.A voltoooouuu! kkkk Como eu disse: Eu não estava postando pq estava esperando ALAYLM acabar.. Eu ia postar essa semana, mas fiquei sem inspiração, ai hoje veio um inspiração do aléeem! kkkkk O próximo capítulo é um capítulo JOVEM! Vocês vão entender dps. kkkkk Desculpe-me pelo capítulo pequeno... Então é isso! Beijos e amo vcs p caralhooou! Tiiiaau! <3 :* Continuo com 30 comentários. 

18.3.14

As Long As You Love Me - Capítulo 83✌- Ultimo capítulo



(seunome) P.O.V

Justin: Scooter me propôs uma coisa.

Você: O quê? -perguntei tensa.

Justin: Na verdade não é nem uma proposta...


Você: Tá Justin, não importa! Me diga o que ele falou! -disse nervosa e Justin suspirou.

Justin: Eu vou precisar viajar daqui há dois dias. -disse e eu o olhei séria. 

Você: Por quanto tempo? -perguntei após uns longos segundos em silêncio. 

Justin: Três meses. 

Você: O QUÊ? -perguntei levantando-me rapidamente.- VOCÊ É LOUCO? VOCÊ TEM UMA FAMÍLIA, JUSTIN! -gritei nervosa. Não acreditava em o que estava acontecendo. 

Justin: Amor, eu sei, mais... 

Antes que ele terminasse de falar, eu subi às escadas correndo e fui para o nosso quarto. Tranquei à porta e joguei-me na cama enquanto às lágrimas rolavam por todo o meu rosto.

Por que que, quando tudo está indo bem, tem que acontecer alguma coisa? Que praga é essa? Eu apenas quero uma família unida, ao qual eu sempre sonhei


Justin P.O.V

Justin: O que eu faço, Lizzy? -perguntei desesperado e andando de um lado para o outro na sala.

Lizzy: Você acha que está fazendo a coisa certa? -eu suspirei.- Hein?

Justin: Eu não sei, Lizzy. Mas eu dependo da minha carreira, dependo das minhas fãs. E elas também precisam de mim. 

Lizzy: Mas você sabe que a (seunome) e às crianças precisam muito mais. -eu suspirei novamente.- Imagine como vai ser você dois meses longe da sua família... 

Justin: Eu realmente não sei o que fazer! 


(seunome) P.O.V

Acordei sentindo um peso na cama. Abri meus olhos devagar e vi Justin deitando apenas de box azul clara. A luz dos abajures ligados clareava um pouco o quarto, então vi Justin deitado de barrigada para cima, com às mãos atrás da cabeça e olhando para o teto. 

Levantei-me e fui para o banheiro sem trocar uma palavra com ele. Olhei-me no espelho e meu rosto estava muito inchado e cheio de olheiras. Tomei um banho gelado e quando sai, fui com a toalha enrolada no corpo até a escrivaninha. 

Por meu quarto está escuro por conta das cortinas, eu não sabia se estava a noite ou de dia. Olhei em meu celular e estava marcando 07h40 da manhã. Justin nem se moveu, muito menos olhou para mim. 

Fui ao closet e vesti-me assim: 

Fiz um coque em meu cabelo e fui ao berço ver como às crianças estavam, pois elas não haviam chorado a noite inteira. Bem, eu não sei... as vezes eu dormi um sono tão pesado que nem ouvi eles chorarem. Mas acredito que se eles tivessem chorado, Justin teria pelo menos me avisado. 

Eles dormiam feito anjos. Dei um beijinho na testa de cada um e sussurrei:  

Você: A mamãe ama vocês! -sorri de lado. 

Desci às escadas devagar para não acordar Lizzy e nem às crianças, mas acabei vendo Lizzy fazendo o café da manhã.

Lizzy: Bom dia, Cacau! -disse sorrindo. 

Você: Bom dia, Lizzy. -disse a abraçando.- Por que está acordada tão cedo? 

Lizzy: Acordei às 06h20 e perdi o sono, então resolvi descer e já preparar o café da manhã. -sorriu novamente.- Fiz bolo de chocolate porque eu sei que você ama e faz tempo que não come... 

Você: Ain Lizzy, você é perfeitaaaa! -elogiei abraçando-a forte e de lado. 

Lizzy: As crianças estão dormindo? -perguntou assim que eu parei de abraça-lá. 

Você: Sim. E eles não choraram essa noite. 

Lizzy: Que bom, meu amor. 

Você: Ah Lizzy, você não se importa se eu ficar vestida desse jeito?! 

Lizzy: Claro que não, Cacau. Você é como uma filha para mim, e aqui é a sua casa. -sorrimos. Sentei-me na cadeira e comecei a devorar o bolo de chocolate.- Como está o clima entre vocês? -perguntou baixo. 

Você: A mesma coisa, Lizzy. Não nos falamos até agora!

Lizzy: Se ele vier falar com você, escuta! 

Você: Estou tão triste, Lizzy. -disse segurando o choro. 

Lizzy: Tudo vai se acertar. E mesmo se ele for viajar, você sabe que ele vai continuar amando você e as crianças.

Você: Estou confusa!


Justin P.O.V

Quando (seunome) apareceu na minha frente de toalha e em seguida apenas de calcinha, juro que me controlei ao máximo por conta do "clima" entre nós dois. Mas, se nada disse tivesse acontecido, eu teria agarrado-a no mesmo instante. 

Levantei-me, tomei um banho quente, sai do mesmo e vesti uma box e uma bermuda. Deixei meu cabelo bagunçado mesmo. 

Fui ao closet e peguei os dois bebê conforto e coloquei às crianças com cuidado ali, para que eles não acordassem. Desci e encontrei (seunome) sentada na sala vendo TV... na verdade, ela trocava os canais impaciente, parecia que não encontrava nada de bom na televisão. Sorri dela. 

Coloquei às crianças no chão ao lado dela e, sem falarmos nada mais uma vez, eu fui para a cozinha tomar meu café da manhã. 

Lizzy: Bom dia, Justin! 

Justin: Bom dia, Lizzy. 

Sentei-me numa das cadeiras e comecei à comer mesmo estando sem fome. 

Lizzy: Olha, eu conversei com ela. -disse baixo e sentando-se na  cadeira a minha frente. Larguei o que estava comendo e prestei atenção nela. 

Justin: O que vocês conversaram? 

Lizzy: Disse para ela te ouvir, se caso você quiser falar algo com ela. Agora é com você! -disse e eu assenti. 

Justin: Obrigado. -ela sorriu. 

Terminei meu café da manhã e fui para à sala, sentando no mesmo sofá que ela só que, não pertinho dela. Tinha um espaço de uns 50 centímetros que nos separava. 

Justin: Eu quero conversar com você! -disse e ela desligou a TV, me olhando logo após e só ai pude perceber sua cara de choro; e isso me deixou muito mal. 

Você: Tudo bem... -disse séria. 

Justin: Eu sei que você está muito triste pelo o que está acontecendo, eu também estou, mas você sabe que meio que, necessitamos do nosso trabalho, não é?! -ela assentiu depois de uns segundos.- Eu só quero que você entendo isso, e que me entenda! 

Você: O problema é que da última vez que você falou que ia fazer uma viagem a negócios, você me abandonou sem mais nem menos. -disse com lágrimas nos olhos. Aquilo me machucou.

Aproximei-me dela, ficando bem pertinho de seu rosto e pegando no mesmo, fazendo ela suspirar.

Justin: Eu te amo muito! 

Ficamos uns segundos nos encarando e automaticamente nossos lábios se chocaram, travando uma guerra em uma perfeita sintonia. Explorávamos cada canto com nossa linguá. Desfizemos o beijo com selinhos. 

Você: Eu te amo! -disse de olhos fechados. 

Justin: Diz me olhando? -perguntei e ela me olhou nos olhos.

Você: Eu te amo muito, besta! -sorrimos e nos beijamos rápido. 

{...}

Estava marcando 21h00 e no dia seguinte eu teria que viajar, e isso me doía só em pensar. Eu e todo o povo curtimos a tarde na piscina, mas uma hora a festa acaba. Assim que eles foram embora, eu e (seunome) tomamos um banho e nos deitamos exaustos. 

Já tinha feito minha mala e (seunome) me ajudou. Eu partiria para Nova York às 08h50.

Eu e Cacau estávamos deitados agarradinhos. Beijei ela normalmente, mas o beijo foi ficando mais quente. Subi em cima dela ainda a beijando e passando uma mão em sua perna e a outra eu afundei em seus cabelos. Ela me empurrou, fazendo eu ficar sentado na cama. 

Ela tirou minha box e pegou meu pênis, tocando-o bem de leve e dando um beijinho na cabecinha, me deixando maluco. Eu gemi alto quando ela colocou meu pênis em sua boca e começou uma oral, me levando a outro mundo. Ela deu mais um beijinho na cabecinha e começou a me masturbar.
Eu gemia feito louco e jogava a cabeça para trás de tanto tesão que eu estava sentindo.

Minha aveia engrossou, então pudemos sentir que eu iria gozar, dai ela parou com a oral. Peguei ela no colo e a joguei com brutalidade na cama. A beijei por toda parte de seu corpo quando, finalmente eu cheguei na sua intimidade. Contornei minha língua por toda extensão e em seguida a estimulei.
Antes que ela gozasse, eu parei, pois se não ela não continuaria exitada. (seunome) me olhou brava, fazendo eu rir. Abri as pernas dela com total brutalidade e fiquei rindo enquanto roçava meu pênis em sua intimidade. Ela me olhou com piedade e com uma cara de safada ao mesmo tempo. 

Eu podia aproveitar e fazer ela insistir, mas eu também estava com muito tesão, então penetrei com intensidade e devagar, depois fui mais rápido, provocando gemidos altos meu e dela. Senti que ia gozar e gozei dentro dela, assim como ela tivera pedido. 

Sentei-me na cama e coloquei ela sentada em meu pau. Ela rebolava devagar no inicio, depois foi mais rápido e gozou.

Dia seguinte... 

Acordei com o despertador tagarelando. Levantei-me e (seunome) já estava no banho. Assim que ela saiu, beijei ela e tomei meu banho também. 

(seunome) P.O.V

Acordei antes de Justin e fui para o banho, assim que sai do mesmo, encontrei Justin e nos beijamos. Fui ao closet e vesti-me assim: 
Fiz um coque em meu cabelo e peguei às crianças no berço e arrumei eles, colocando um macacão rosa claro na Sophia e um macacão azul claro no Jason. Eles estavam tãaaao lindos! 

Justin estava pegando às malas. Peguei Jason e Sophia e desci com eles, Justin desceu em seguida. Pattie, Jeremy, minha mãe e meu pai, já estavam ali em casa, iríamos juntos, mas nossos amigos iam nos encontrar no aeroporto. 

{...} 

Cait: Amiga, vai ficar tudo bem, tá?! -disse quando viu que caiu uma lágrima em meu rosto. Justin conversava com os meninos do outro lado. 

Jas: Relaxa, tá. Estamos com você! 

Brit: Vai ficar tudo bem! 

Ficamos ali conversando, elas me distraíam... até que chamou o infeliz voo do Justin. Suspirei já não contendo às lágrimas e Justin me abraçou forte. Assim que desfizemos o abraço, notei que Justin também chorava. Ele me deu um longo beijo e me abraçou novamente. Depois foi até às crianças e as pegou no colo, abraçando os dois enquanto chorava. 

Justin: Eu não sei se eu vou conseguir! -disse quase num sussurro e olhando para os crianças em seus braços, mas todos conseguiram ouvir. 

Você: Vai ficar tudo bem! -repeti às palavras de Brit e o selei. 

As meninas pegaram às crianças de seus braços e Justin foi despedir do povo. 

Chaz: Vamos todos cuidar da (seunome) e das crianças. -eles se abraçaram. 

Ryan: Vai na fé, dude! -se abraçaram também. 

Chris: Estamos contigo, cara! -também se abraçaram. 

Justin veio até a mim e me deu outro abraço e mais um beijo, até que chamaram o voo novamente e era há hora dele partir. 

Assim que Justin saiu e entrou na arena onde ficava o avião, eu sentei-me na cadeira chorando em desespero. Aquela cena estava novamente se repetindo, mas dessa vez, estávamos casados e com filhos. 

Depois de muito custo, o pessoal conseguiram me tirar do aeroporto. Foram todos para a minha casa. Sentei-me no sofá e minha mãe veio com um acalmante. 

Você: Não vou tomar!

Minha mãe: Para com isso, (seunome). 

Você: Tenho que entender a realidade, então pare de querer me dopar. 

Minha mãe: Não tem ninguém aqui querendo te dopar. -disse rude.- Toma isso! -disse séria. 

Ou eu bebia, ou eu me fodia, então peguei o acalmante e bebi. Escorei minha cabeça no sofá e fiquei ali pensando em tudo o que estava acontecendo na minha vida de merda. Só meus filhos mesmo para me dar motivos de não desistir de nada. 

As meninas estavam na sala brincando com às crianças. Minha mãe, Pattie e Lizzy conversavam na cozinha com meu pai, Jeremy e os meninos.

A campainha tocou e eu não fiz nem uma questão de ir atender, então Jasmine foi.

Jasmine: Tem uma pessoa querendo falar com você. -disse e eu à olhei, notando um sorriso em seus lábios.

Você: Seja quem for, diga para voltar mais tarde.

Jasmine: Mas você vai gostar dessa!

Suspirei. Levantei-me e, antes que eu chegasse na porta, vi Justin ali, me olhando com um sorriso no rosto. Corri para abraça-lo.

Você: Eu pensei que você já tinha ido. -disse desfazendo o abraço e secando minhas lágrimas em seguida. Não acreditei que ele estava ali novamente comigo, na nossa casa.

Justin: Eu decidi que eu nunca vou ir embora. Sempre vou estar com você.


Oi amores, tudo bem? Eu estou de boa. Não levaram susto quando viram o título, né?! Bem, como eu disse, estava sem inspiração para essa ib, por isso o final ficou uma booooosta! Mas cara, mesmo não gostando dessa ib, eu sei que vou MORRER de saudades de escreve-lá, porque eu me apego muito às minhas ib's, principalmente às daqui do Crazy For Jerry. E parece que foi hoje que eu terminei B.A e comecei ALAYLM. Como o tempo passa rápido! Eu quero agradecer à todos vocês que estão aqui comigo desde o início, meio e fim. <3 Eu amo vcs mais que tudo! Muito obrigada por fazerem meu blog crescer, e por eu ser reconhecida por um cado de pessoas. Isso é por causa de vocês. Apenas vocês! Muito obrigada mesmo! Vocês não sabem o quanto eu sou grata por tudo que vocês fazem por mim. É claro que as vezes eu me estresso por conta dos poucos comentários que às vezes tem, mas isso é normal. Let It Go está vindo e eu espero que vocês continuem comigo, porque vou sentir muita falta de quem não me atentar na próxima ib. haha ❤ Eu amo vocês demaaaaaaissss! Posto as notas da próxima ib amanhã, talvez. Para mais informações, participem do grupo do blog no facebook clicando aqui. Amo vocês, Cacauliebers (Oi??? '-')! 

15.3.14

As Long As You Love Me - Capítulo 82✌+ Leiam às notas finais?!


(seunome) P.O.V

Eu e Justin ficamos conversando e trocando beijos, até que fomos interrompidos por duas enfermeiras; uma abriu a porta e a outra entrou com um berço duplo, com meus dois filhos.

Quando elas se aproximaram e eu pude ver Jason e Sophia de perto, foi uma emoção sem palavras. Sorri freneticamente enquanto lágrimas rolavam pelo meu rosto.

Com certeza já era maravilhoso e emocionante ter um filho, agora imagine dois?! Felicidade dupla!

Justin pegou Jason no colo enquanto eu estava com Sophia no meu. Eu queria pegar os dois de uma vez, então arrumei Sophia em meu braço e Justin colocou Jason no outro.

Você: Amor, eles são lindos!

Justin: São sim, amor. -sorrimos.- Eu já amo muito esses pequenos.

Você: Que vontade de apertá-los! -rimos.- São tão fofos!

Justin: Me da o Jason para poder te ajudar. -assenti e ele pegou Jason do meu colo e sentou com ele na poltrona ao meu lado.

Enfermeira: Você precisa amentá-los agora! -eu assenti.

A enfermeira se aproximou e me ajudou a dar leite aos pequenos.


2 dias depois... 

Finalmente eu estava saindo daquele hospital com meus babys. Tomei um banho com a ajuda da enfermeira, e vesti-me assim:

Voltei ao quarto encontrando Justin, Pattie, Jeremy e meus pais ali. O pessoal tinha ficado em casa à minha espera.

Minha mãe segurava Jason e Pattie segurava Sophia. Era tão engraçado ter dois bebês.

Minha mãe: Vamos filha? -eu assenti.

Fomos até o carro de Justin e eu entrei no mesmo. Pattie foi com a minha mãe e Sophia e Jason no banco de trás. Meu pai foi no carro dele e Jeremy no carro dele também.

Chegamos em casa e vi que era 20h00, eu já estava morta de sono. Pattie e minha mãe colocaram às crianças no berço que ficava ao lado da minha cama e foram embora com Jeremy e meu pai.

Eu coloquei uma camisola e deitei-me junto com Justin.


3 meses depois... 

Eu, Justin, nossa família e amigos, estávamos todos na piscina. Bem, nem todos... Minha mãe, Lizzy (que agora é babá do Jason e Sophia), Pattie e a mãe das meninas e dos meninos, estavam na cozinha fazendo o jantar. E meu pai, Jeremy e o pai do pessoal estavam na churrasqueira.

Meus pais decidiram fazer um churrasquinho na piscina. E graças à Deus Justin e meu pai estão se falando. Bem... não totalmente, mas estão bem melhor que antes.

Brit: ain Jas, você está tão linda grávida! -sorrimos.

Jas: Dois meses ainda. Quero logo meu barrigão! -rimos.

Você: É muito lindo!

Cait: Jas e Brit grávida e (seunome) com filhos. Por que eu não fico grávida?

Barbara: Somos duas! Eu e Ryan vive tentando, mas tá foda. -bufou. Sim, finalmente Ryan desencalhou.

Jas: Calma meninas, a hora de vocês vai chegar! -elas sorriram.

Os meninos estavam zoando do outro lado da piscina, então vieram para o nosso lado, sorrindo. Sorrimos também. Justin me beijou, assim como os meninos beijaram as meninas.

Pattie: GENTE, VENHAM JANTAR! -gritou da porta da cozinha.

Saímos da piscina, nos enrolamos na toalha e fomos até a cozinha. Sophia e Jason estavam no bebê conforto, brincando com uns mimos.

Na hora do jantar foi aquela zoação imensa... Já disse que amo esse povo?!


5 dias depois... 

Eu estava brincando com às crianças que estavam no bebê conforto e Justin chegou com uma cara nada boa. Ele estava em reunião com Scooter.

Você: Que cara é essa amor? -perguntei o olhando confusa e ele suspirou, me dando um selinho em seguida.

Justin: Tenho que te falar uma coisa...

Você: Diga...

Justin: Como você sabe, eu vou voltar a fazer shows o ano que vem, certo?

Você: Sim... E o que é que tem?

Justin: Scooter me propôs uma coisa.

Você: O quê? -perguntei tensa.

Justin: ....

Continua... 
Oi gente, tudo bem? Eu estou de boa. o/ Desculpe-me pelos dias sem postar e por esse capítulo HORRIVELMENTE RIDÍCULO! Eu simplesmente estou sem inspiração para essa ib, e acredito que esse é o penúltimo capítulo, não sei. Fiz um post no grupo do blog (post aqui) e algumas leitoras fizeram várias sugestões e tal... Mas estou mesmo sem vontade de escrever essa ib. Essa semana tenho focado muito na escola, dai estou sem inspiração! Quero pedir muuuuuitaaaaas desculpas pelo capítulo chato e pequeno, ok?! aaah e me façam um pequeno favor? Curtam a página do meu blog pessoal? Por favor?! Muitoooo obrigadaaa! Página: https://www.facebook.com/estilodiwa Blog: http://estilo-diwa.blogspot.com.br/ Então é isso. Beijos e amo vcsss! Continuo com 20 comentários. Tchauuu ;*
Divulgando:  http://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-justin-bieber-toronto-midnight-1131469


11.3.14

As Long As You Love Me - Capítulo 81✌


(seunome) P.O.V

2 meses depois... 

Você: Gente, eu não estou me sentindo bem. -disse já sentindo meu olhos marejarem por conta da dor.

Estávamos todos na casa da Jasmine e Chris. Sim, eles estavam morando juntos. Eu estava sentada no sofá entre Justin e Cait, então senti uma forte pontada em minha barriga e um enorme enjoou.

Pattie: Ela precisa ir para o hospital, porque à bolça dela vai estourar. -disse nervosa, mas tentou transparecer calma.

A sorte era que Pattie estava lá, assim ela pudera nos ajudar, já que não tínhamos experiencia. Justin assentiu nervoso e me pegou no colo.

Justin: Alguém pega à chave do carro aqui no meu bolço e abre meu carro.

Chaz: Não estou achando essa porra, Justin! -disse nervoso futucando os bolsos da bermuda de Justin.

Você: ANDA LOGO GENTE... AWWWN... ESTÁ DOENDO MUITO!

Ryan: Vamos no meu carro mesmo. Borá! -disse rápido e já saindo da sala.

Justin foi comigo até o carro de Ryan e me colocou no banco de trás, ao qual ele também sentou. Pattie entrou no banco da frente e Ryan deu partida.

Ryan dirigia muito rápido, mas eu sentia tanta dor que nem parecia que ele estava dirigindo; parecia que estávamos parados.

Depois de uns longos e terríveis minutos, chegamos ao hospital. Justin entrou no hospital correndo e voltou com alguns médicos que estavam com uma cadeira de roda, ao qual me colocaram. Eles me levaram para dentro do hospital e me colocaram numa maca.

Enquanto eles me levavam para á sala de cirurgia, Justin segurava forte em minha mão e ia acompanhando.

Justin P.O.V

Quando aplicaram a anestesia nela, eu disse "Vai ficar tudo bem!" e sorri tentando acalma-la. (seunome) rapidamente soltou minhas mãos e fechou os olhos.

Médico: Você vai assentir o parto? -eu assenti de imediato.

Eles me deram uma roupa de hospital para que eu colocasse enquanto eles organizavam às coisas do parto, e assim eu fiz. Fui ao banheiro mais próximo e me vesti. Depois fui até à minha mãe, que estava junto com o pessoal e os pais da (seunome).

Justin: É agora mãe! -sorri bobo e dei minha roupa para ela segurar.

Pattie: Vai lá meu filho! -sorriu e me deu um beijo na bochecha.

Beijei à testa da minha mãe e acenei para todos. Voltei depressa para à sala de cirurgia. Para falar à verdade, nem olhei muito, fiquei mesmo é olhando para à (seunome) e segurando à mão dela. Mesmo ela dormindo, eu sabia que de alguma forma ela precisava de mim.

Dei um beijo na testa dela e fiquei ali, impaciente aguardando ela da a luz, até que ouvi choros de dois bebês. Sorri imediatamente enquanto às lágrimas insistiam em derramar.

O médico me chamou e eu fui até eles, que me mostraram meus pequenos filhotes. Sorri mais ainda.

Médico: A sua esposa vai acordar daqui poucos minutos, não se preocupe! -eu assenti.- Agora às enfermeiras vão cuidar dos filhos de vocês e colocá-los no berço. Enquanto fechamos à barriga da paciente, peço que se retire.

Eu assenti novamente. Voltei até (seunome) e dei um selinho nela, que ainda estava desacordada. Depois fui chorando e sorrindo ao mesmo tempo até o pessoal, que me olharam sorrindo e já com os olhos marejados. Abracei minha mãe.

Justin: Eles são lindos, mãe! -disse parando de abraça-la e com um pouco de dificuldade por conta do choro.

Sua mãe: Tenho certeza que sim, Justin. -disse secando às lágrimas e sorrindo.

Jas: Por que você veio para cá?

Justin: Eles vão colocar Sophia e Jason no berçário. E (seunome) ainda está dormindo e está na sala de cirurgia.

{...}

Depois de finalmente quase 1 hora, disseram que todos nós podíamos ir até o espelho do berçário para ver os meus filhos, e assim fizemos. É claro que ninguém conseguiu esconder à emoção. Até o ogro do pai da (seunome) se emocionou.

Justin: É, eu fiz um bom trabalho. -disse convencido e eles riram. Minha mãe me deu um tapa nas costas, me repreendendo.

Médica: A paciente já acordou. Só pode ir de dois em dois visitá-la.

Justin: Podem ir, Sra. Parker e Sr. Parker. -disse e o pai dela me olhou surpreso.

Sra. Parker: Não Justin, pode ir.

Justin: Eu faço questão de vocês irem primeiro. -sorri de lado. Ela assentiu e saiu junto ao pai da (seunome).

Ryan: Por que fez isso, Justin?

Justin: (seunome) me ama e ama os pais dela, e ela não quer que eu e eles se deem mal e que continue ficando de clima chato quando estamos juntos com eles, então eu fiz essa ato de bondade para que o Sr. Parker não pense mais coisas ruins sobre mim.

Pattie: Muito bonito o que você fez, filho. -ela sorriu e eu também.

Justin: Estou louco para pega-los. -disse voltando minha atenção para os meus filhos.

Ficamos ali admirando Sophia e Jason e depois de uns 15 minutos agoniantes os pais da (seunome) voltou.

Sua mãe: Pode ir, Justin. Ela quer te ver. -sorrimos e eu assenti.

Caminhei rápido e ansioso para chegar ao quarto que ela estivera. Cheguei enfrente a porta do mesmo e abri-a, tendo a visão da (seunome) deitada e com os olhos fechados.

Entrei devagar no quarto, fechei a porta sem fazer barulho e fui até ela. Peguei em suas mãos, fazendo ela abrir os olhos lentamente e sorrir em seguida.

Você: Como eles são, amor?

Justin: São às coisas mais lindas que eu já vi na minha vida. -disse sorrindo orgulhoso e sorrimos em seguida.

Você: Quero muito vê-los.

Justin: Acho que daqui a pouco você vai vê-los.

Vocês: Mas eles estão bem?

Justin: Claro que sim, amor. São gordos, bem saudáveis. -rimos.

(seunome) P.O.V

Eu e Justin ficamos conversando e trocando beijos, até que...

Continua...
Oi pessoaaaas, tudo bem? Eu estou de boa. >.< Bem, desculpe-me pelo capítulo pequeno, é que eu recebi visita essa noite e eles foram embora agora, dai já viu né?! Eu nem ia postar hoje, mas como eu não postei ontem, eu resolvi postar. Espero que tenham gostado! Beijos e amo vocês! <3333333 Continuo com 20 comentários.

8.3.14

As Long As You Love Me - Capítulo 80✌


(seunome) P.O.V

Você: Estou morta, amor! -disse me deitando na cama.

Justin: Eu também estou morto. -deitou ao meu lado e passou o braço em volta de mim.- Nem acredito que estamos casados. -sorrimos bobos.- Você é perfeita!

Você: Você que é perfeito, amor! -nos selamos.- Quero fazer sexo... -eu disse do "nada" e rimos em seguida.

Justin: Eu também quero, mas à Sophia e o Jason tem que sair logo dessa barriga. -eu ri.

Você: Vamos ter gêmeos, meu Deus!

Justin: Deve ser muito bom ter gêmeos.

Você: Eles vão nos dar muito trabalho, isso sim.

Justin: Eu sei... -ele sorriu.- Amor?!

Você: Fala...

Justin: Você não quer mesmo ter a lua de mel essa semana?

Você: Não amor. Eu quero primeiro ter o Jason e a Sophia, para depois a gente poder ir.

Justin: Mas, olha, vai demorar muito para a nossa lua de mel.

Você: Eu sei, mas eu não me importo. -ele suspirou.- Eu sei que você quer ir essa semana, eu também quero. Mas se a gente for viajar, a gente vai ter que aproveitar o lugar, vamos ter que sair para visitar os pontos turisticos e tal, então como eu estou grávida, eu sei que eu não vou aguentar. -suspiramos juntos e ele beijou minha testa.

Dia seguinte... 

Você: Amor, vamos tirar uma foto? 

Justin: Claro. -ele sorriu. 

Você: Brit, tira uma foto minha e do Justin por favor? 

Brit: Claro, amiga. -sorrimos. 

Dei meu celular a ela e a mesma tirou nossa foto. Peguei meu celular de volta e postei a foto no instagram/twitter: 
@Parker_: "Vivo tentando encontrar palavras pra te descrever, mas nada chega tão perto, e o que mais se aproxima é: perfeição." Te amo. ❤❤❤

Eu, ele e o pessoal estávamos vagabundando pelo Rio e decidimos ir no Cristo. Depois de rir, zoar e tirar bastante fotos, fomos para à praia. Já estava a noite e ainda estávamos lá. 

Brit e Josh foram para um lado com Bruna e Ryan, porque Ryan conseguiu desenrolar com Bruna, mas precisavam despistar Luan, que iria ficar muito puto se soubesse que eles estavam juntos. Então eles despistaram o Luan e saíram às escondidas. 

Chris: (seunome) tira uma foto minha e do Chaz aqui de boas. -disse sorrindo. Gargalhamos.- Tô falando sério! -eu sorri. 

Você: Tiro sim. De qual celular? 

Chris: Pode ser do meu. -disse tirando o celular dele do bolço.- Toma! -me entregou o mesmo. 

Peguei o celular dele e tirei a foto, que Chris logo postou no instagram/twitter: 
@magnumbeadles"Amigo é coisa pra se guardar no peito."

Chaz: Ficamos gatão nessa foto! 

Chris: Somos gatões, Chaz! -rimos. 

Jas: E convencidos. 

Chris: Você não me acha gato, amor? -perguntou fingindo está desapontado. 

Jas: Claro que acho você gatão, mas... -pausou segurando o riso.- Também te acho convencido. -gargalhamos. 

Chris: Isso ai amor! -fez bico.

Jas: Estou brincando, meu gato! 

Eles deram um beijo, fazendo a gente gritar "Uhul" e bater palmas. Gargalhamos em seguida.

{...}
Bruna: Junta mais meninas, borá tirar uma foto.

Você: Querida Bruna, não estou com corpichô para fotos.

Bruna: Para de graça (seunome). Você sabe muito bem que essa sua barriga está linda! -eu sorri.

Jas: É amiga, pode parando de graça.

Bruna: Luan, tira aqui para a gente.

Luan pegou o celular de Bruna e tirou nossa foto. Era 20h00 e estávamos na piscina na casa dos meus tios. Até as meninas da VS estavam lá, elas iriam embora no dia seguinte.

Luan: Prontinho! -sorriu.

Bruna pegou o celular, mexeu nele por um tempo e postou nossa foto no instagram/twitter:
@brusantanareal: Quer noite melhor que essa? #AmoMuitooooo!

As meninas continuaram na piscina e eu sentei-me na cadeira, estava me sentindo cansada.

2 Meses depois...

Continua...

Oi gente, tudo bem? Estou mais ou menos, pq estou morrendooooo de dor de cabeça. :c Bem, antes que me perguntei pq eu postei esse capítulo com apenas 14 comentários, é que sei lá, quero acabar logo com alaylm e foda-se! Sim, estou de mal humor! Fiquei triste por ter agarrado nos 14 comentários. Sério mesmo! :'( Por isso o capítulo pequeno. Cara, o capítulo anterior ficou enorme, e só tive esses pouquinhos comentários? Nossa! Mas é isso né. Beijos e amo vcs! <3333 Só vou continuar com 20 comentários.
Divulgando: http://www.kidrauhlismyinspiration1994.blogspot.com.br/
http://imaginebelieberfall-thaai.blogspot.com.br/
http://ibimaginebelieberjustin.blogspot.com.br/
Imagine Directioner
http://sonho-de-uma-mesnina-do-justin.blogspot.com.br/
http://lovemeliketyoudo.blogspot.com.br/
http://kidrauhlismyinspiration1994.blogspot.com.br

Desire - HOT (capítulo único) + Novo Layout


Lucy Sparks P.O.V

New York - 06h00 - Spark's and Bieber's Home

Acordei com a Jazzy me chamando para irmos a escola. Eu quase não acordava com o despertador, pois eu dormia feito pedra, então eu tinha que acordar com a Jazzy me gritando. Tomei banho e me vesti assim:

Desci para tomar café e encontrei Jazzy, Jaxon e Justin tomando café da manhã.

- Bom dia! -eu disse assim que cheguei na cozinha. 


- Bom dia, Lucy. - Jaxon e Jazzy disseram. 

- Bom dia gostosa.. - Justin disse sorrindo malicioso e eu revirei os olhos.

Eu era louca pra ir pra cama com o Justin, mas sei lá, a gente morava na mesma casa, então era estranho. Tomamos nosso café da manhã normalmente e entramos no carro de Justin para irmos à escola.

- Meu Deus, a Anne não atende essa merda de celular. - Jaxon disse irritado e tentando ligar mais uma vez.


- Se ela não estiver com outro... - Justin zombou e Jaxon o olhou com raiva.


- Com certeza ela não esta com outro Xon. -eu disse.- Você é lindo e um ótimo partido pra ela. -ele sorriu e Justin revirou os olhos. - Eu até acho que você é muita areia para o carrinho rosa dela. -rimos.


- Obrigado. - Jaxon agradeceu.- E você, Lucy, não arruma um namorado? Você é tão gostosa.. ér.. quer dizer.. linda. -eu ri.


- Não quero compromisso, querido Jaxon Bieber. -disse e sorri. Ele retribuiu.


- Eu gosto de compromissos! - Jazzy disse dando os ombros.


- Eu não gosto! - Justin opinou. 


- Eu gosto de compromisso, só que não quero me prender a homem nenhum agora. -eu disse.


Continuamos conversando o caminho inteiro. Chegamos na escola, descemos do carro e fomos caminhando para a nossa sala de aula. Jaxon e Jazz foram para à sala deles, que era no 1° ano e eu e Justin fomos para à nossa. Estudávamos juntos! Justin se sentou ao meu lado. Foi impossível conseguir prestar a atenção na aula, acredite!


- Vocês irão fazer um trabalho de questionário com a dupla de vocês. Vale dois pontos e tem que me entregar no final da aula. 


O professor passou as perguntas no quadro e copiamos. Eu estava respondendo e senti uma cosca em meu ouvido. Olhei e vi Justin rindo e enfiando um pedacinho de papel enrolado em meu ouvido.


- JUSTIN! -eu o repreendi e o mesmo continuou rindo.- Você não é normal! - disse tirando a mão dele e o papel do meu ouvido. Virei meu rosto e ficamos a centímetros de distância. Pude sentir seu hálito maravilhoso de menta...Eu olhei pra baixo e virei meu rosto voltando a fazer o trabalho.

Justin me ajudou a fazer o trabalho e logo terminamos.



{...}

Cheguei em casa, tomei banho e me vesti assim:
Desci encontrando Justin só de bermuda e jogado no sofá. 

- Cadê a Jazz e o Xon? - eu perguntei. 


- Saíram. - respondeu me olhou por completa. 
Eu sorri maliciosa, pouco me importei com o que ele pensaria de mim.- Belo corpo! -ele disse sem se importar.

Fui para a cozinha, abri a geladeira e peguei uma maça. Eu estava lavando a mesma e senti ele abraçar minha cintura. Eu suspirei.

- O que você quer, Justin?

- A verdade é que eu não aguento mais esse meu desejo sexual por você. - eu não me contive e gargalhei.- Eu estou falando sério!

Eu deixei a maça em cima de pia e virei-me para ele. Aproximei meus lábios do dele e o beijei com desejo. Enquanto nos beijávamos, eu desci minha mão até a barra de sua cueca e massageei o seu membro ainda coberto, fazendo Justin gemer entre o beijo.

Justin me pegou no colo ainda me beijando e levou-me para a sala, me colocando no sofá em seguida. Justin entrelaçou suas pernas com às minhas enquanto tirava à camisa, puxei ele pela nuca e o beijei rapidamente. Seus beijos passaram para o meu pescoço e chegaram aos meus seios, que ainda estavam cobertos. Ele tirou minha blusa e em seguida meu sutiã, depois massageou um dos meus seios enquanto abocanhava o outro. Sua boca passou para a minha barriga, marcando território ali e desceu até a barra da minha bermuda, que ele logo tirou. Senti seus dedos passarem devagar pela minha intimidade ainda coberta pela calcinha, fazendo eu soltar um gemido. 

Ele me olhava com desejo e luxuria, fazendo eu ficar mais calorosa ainda. Justin deu uns leves beijinhos ali e tirou minha calcinha bem devagar enquanto olhava nos meus olhos. Seus lábios tinha um sorriso malicioso perfeito... o sorriso que eu sempre quis ver.  

Assim que minha calcinha parou em algum canto da sala, eu senti à língua de Justin em minha intimidade, fazendo eu contorcer-me de prazer. Olhei para ele e ele me encarava ainda com desejo. 

Quando eu estava quase gozando, ele parou de fazer a oral, o que me deixou intrigada; então ele sorriu e passou seus dedos bem devagar por ali, fazendo eu contorcer-me mais ainda, e finalmente minhas pernas ficaram tremulas e meu corpo mole. Eu tinha gozado. Justin aproximou nossos rostos novamente e demos um beijo rápido. O empurrei para que ele sentasse no sofá, e assim ele fez. Ajoelhei-me na sua frente e passei minha mão em seu membro, vendo ele fechar os olhos e soltar vários gemidos. Sorri com aquilo e tirei seu short, em seguida sua box preta. 

Peguei seu membro e dei beijinhos leves no mesmo, ouvindo ele gemer. 

- Vai logo, por favor! -ele implorou. Sorri e coloquei seu pau em minha boca.

Justin gemia loucamente, e seu pau ficava cada vez mais grosso, pareceria que ia explodir. Assim que suas veias engrossaram, Justin segurou meu cabelo fazendo minha boca soltar seu pênis. Ele segurou minha cintura e me colocou deitada no sofá, deitando-me no mesmo.

Ele pegou uma camisinha em seu bolço, colocou em membro e abriu minhas pernas. Justin molhou minha intimidade com seu cuspe e roçou seu pau na mesma.

- Awwn.. awwn Justin, me come logo! -implorei em meio aos gemidos. Ele apenas sorria.- Vai awwn.. Vai, Justin!

Justin sorriu mais uma vez e penetrou fundo e devagar, fazendo nós dois gemer. Agarrei em seu bumbum empurrando seu membro para dentro de mim, fazendo com que ele fosse mais rápido, e assim ele foi. Ele penetrava rápido e forte, fazendo eu gemer loucamente cada vez mais.

Justin penetrou mais algumas vezes e gemeu alto assim que gozou. Eu o empurrei pelo peitoral, fazendo ele cair deitado no sofá. Fui engatinhando até ele e sentei-me em seu membro, dando uma leve rebolada e ouvido Justin gemer.

Dei umas reboladas devagar no começo e depois fui mais rápido, até que finalmente eu senti minhas pernas tremulas e meu gozo ser liberado. Suspirei aliviada e sentei-me no sofá.

Justin levantou com a camisinha em sua mão e foi ao banheiro, depois ele voltou e vestiu sua box enquanto eu vestia minha lingerie.

- Agora eu posso dizer que você é mesmo gostosa!

Fim... 
(leiam tudo, pfvr.. obrigada <3) Oi pessoaaas, tudo bem? Eu estou ótima e animada. Por quê? Porque eu finalmente troquei o layout. u.u Antes eu vivia trocando de layout, não sei se vcs lembram, dps eu parei... Mas ontem me deu uma necessidade enorme de trocar o layout, então fiz esse rapidinho e a noite troquei. Não sei se vocês gostaram, mas eu achei que foi um dos melhores layouts que eu já fiz. E eu amei à cor. Simplesmente rosa e cinza. *-* Achei beeeeeem fofo! auhauahuah *u* aah, e o por que eu postei esse capítulo único? Pq n tem os 20 comentários em alaylm, e eu ia vim aqui falar do novo layout, então decidi escrever um capítulo único, já que tem tempo que eu n escrevo. Espero que tenham gostado. Beijos e amo vocês. <3333333 :*

6.3.14

As Long As You Love Me - Capítulo 79✌



(seunome) P.O.V

Vi Justin entrar no quarto. Eu havia pensado em o que Bruna tinha me falado... 

Justin: (seunome), eu... 


Você: Precisamos conversar. -eu o interrompi o encarando. 


Justin: Tá, mas, antes tenho outra coisa para te falar. 


Você: Outra revelação, Justin?


Justin: Acho que dessa vez você vai me entender. 


Você: Tudo bem, então fale... -ele suspirou. 


Justin: Quando ficamos separados, eu... -ele pausou e sentou ao meu lado.- Eu criei um FC no twitter e me passei por um boylieber e boyparquetor. -eu o olhei surpresa, mas ele continuou à falar.- E eu conheci uma menina que é Belieber e Parquetor. Eu sempre conversava com ela. 


Você: Por acaso você se passava por Diego? 

Justin: Sim, como você sabe? - Antes que eu respondesse, ele me olhou de boca aberta.- Não vai me dizer que você era a menina?! 

Você: Sim, eu era. -eu sorri.- Eu me passava por Louise. 

Nos entreolhamos por alguns segundos e rimos; não sei porque, mas rimos. 

Você: No Hawaii, eu fui na Praça Central te encontrar, mas eu levei um "toco" do meu próprio noivo. -dei um tapinha em seu ombro e rimos em seguida. 

Justin: Eu fiquei com medo da reação da Louise, que no caso é você, quando descobrisse que o tal Diego era eu, o Justin Bieber. 

Você: Agora eu tenho que te falar uma coisa. -disse mudando de assunto. Ele assentiu e eu suspirei.- Eu te perdoo pelo seu namoro com a cabeçuda. 

Justin abriu um enorme sorriso e me abraçou forte. Bem, não tãoooo forte por causa da barriga. 

Justin: Eu só quero continuar ao seu lado para sempre! -disse ainda me abraçando. 

Você: Eu te amo muito! -disse e desfizemos o abraço. 

Justin: Amo você e nosso filho mais que tudo nessa vida! -ele me deu um longo selinho que virou um beijo. 


{...}

Bruna: É sem sentido vocês dois ficarem brigados. -disse nos fazendo rir. 

Cait: Ah, mas que bom que vocês estão bem.

Jas: E com tudo esclarecido, né?! 

Você: Gente, estou muito nervosa para amanhã, meu Deus! -eles sorriram. 

Brit: É assim mesmo amiga. Eu fiquei tão nervosa no meu casamento. 

Josh: Graças à Deus deu tudo certo! -eles se selaram, fazendo a gente sorrir. 

Ryan: O noivo é o Justin, mas eu que vou chegar arrasando. -gargalhamos.- Brincadeira! -ele sorriu. 

Você: Ah, Ryan, tenho que ver aquela parada para você! 

Ryan: Tá ok, sua enrolada. -eu ri.

Justin: Que parada? 

Ryan: Se liga mas não se envolve, Drew. -rimos. 

Você: Não faz assim com meu baby, Ryan. -fiz biquinho e selei Justin, que sorriu.

Bruna: Eu não acredito que eu vou ter que entrar na igreja com o Luan, (seunome). Sacanagem isso, hein! -rimos. 

Luan: Sou maior gostosão, para de fogo, Bruna! -disse nos fazendo rir novamente. 

Bruna: Poxa gente, pensei que eu ia entrar com um boy mega lindo! -fez bico.

Você: Vou ver se mudo isso ai, pode deixar, Brubs. 

Bruna: Ain prima, juraaaa? 

Você: Que tal o Ryan? 

Ryan: Eu o quê? 

Você: Você pode entrar com a Bruna no meu casamento? -perguntei e ele me olhou sorrindo. Todos pensaram que era apenas um sorriso, mas eu sabia que aquele safado estava afim da Bruna. 

Ryan: Claro. 

Você: Topa, Bruna? 

Bruna: Topo sim. -eles dois sorriram um para o outro. Êh química! 

Luan: E eu Cacau? 

Você: Você pode entrar com à Jade. -eu o olhei.- Vocês ainda estão namorando?

Luan: Estamos sim. -ele sorriu.- Melhor entrar com ela do quê com à Bruna. 

Bruna: Cala a boca, seu chato! 

E assim foi o resto do dia: Conversas para lá e para cá. Bebidas. Piscina. Churrasco. E muitos beijos meu e do Justin. 

Eu estava no sofá da sala conversando bobeiras -safadezas, vamos dizer assim.- com o Justin e Ryan chegou até nós com um sorriso no rosto. 

Ryan: Parem de conversar putarias, porque quero agradecer à (seunome). -eu e Justin rimos e ele sentou ao meu lado no sofá.- Minha linda, muito obrigado por ser minha cupida, tá?! -eu gargalhei. 

Você: Espero que role alguma coisa, hein?! 

Ryan: Eu também. -rimos.

Justin: Do quê vocês estão falando? 

Ryan: (seunome) me ajudou à me aproximar da Bruna.

Justin: Ryan, você é muito safado! -rimos.- Mal chegou e já quer pescar a prima da (seunome)! 

Ryan: É a vida! -disse e saiu sorrindo, fazendo eu e Justin rir novamente. 

Dia Seguinte... 

Eu já estava mais eufórica que tudo na vida, estava tão nervosa. 

Jas: Ain amiga, tenho que tirar uma foto sua e postar no instagram, porque você está simplesmente perfeita. -eu sorri. 

Ela tirou a foto e foi imediatamente para o instagram/twitter: 


@JASMINEVILLEGAS: MINHA GATAAAAAA VAI TER SEU DIA DE PRINCESA HOJE!
GEEEENTE, JÁ ESTOU EMOCIONADA! SOCORROOOOO! #TUDODEBOM @Parker_ @justinbieber

Cait: Os fãs estão super eufóricos. -sorrimos.

Estava sendo bem complicado para ás costureiras amarrarem meu vestido por causa da barriga, que às vezes incomodava e ainda doía. 

Brit: Você está perfeita, amiga! -eu sorri. 

Você: Cara, esse vestido incomoda muito à minha barriga. -fiz careta.- Acho que vou parir lá no altar. -eu e às meninas rimos. 

Minha mãe: Para com isso (seunome)! -me repreendeu e eu ri novamente.

Você: É sério mãe, isso aqui tá muito apertado. 

Minha mãe: Não tem como deixar um pouco mais frouxo, não? -perguntou à costureira. 

Costureira: Senhora Parker, eu vou tentar. Mas, se ficar muito largo, vai ficar feio no corpo e ainda vai ficar caindo. 

Minha mãe: Tudo bem... 

Pattie: Querida, você está tão linda!

Você: Obrigada, Pattie. -sorri. 

A costureira deixou um pouco mais largo e perguntou se estava bom, eu disse que "sim" e me olhei com calma no espelho. Eu estava parecendo uma princesa: 

E eu estava de sapatilha por conta de que era na praia, e porque eu estava grávida. 

Você: Mesmo sendo vestido de grávida, é muito lindo! 

Cait: Verdade... E você está perfeita, amiga. 

Bruna: Você está muito diva, meu Deus!

Tia Marizete: Você está linda, (seunome).

Você: Obrigada, tia. -sorri.

Brit: Justin vai babar quando te ver. -sorrimos. 

Minha mãe: Está na hora, filha. 

Eu assenti nervosa. Eu, mamãe, Pattie, tia Marizete e às meninas, descemos. Entrei numa limousine preta junto com elas. O caminho todo foi aquele fala fala... Assim que chegamos na praia, eu já pude ver o pastor no altar, e às cadeiras sendo ocupadas por meus familiares, e alguns famosos bem próximos de mim e Justin. Até as meninas da VS estavam lá, o que me deixou super feliz, pois estava morrendo de saudade delas. Nosso casamento foi simples e só para às pessoas mais próximas. 

As meninas saíram da limousine junto com Pattie, minha tia  e minha mãe, e foram para à entrada do casamento, se posicionando junto com os meninos, que eram os padrinhos. 

De poucos em poucos segundos, um casal de padrinho entrava. Mas, primeiro foi o Justin, e assim que eu o vi com aquele terno, eu senti meus olhos ficarem lacrimejados. Ah, como eu amo esse homem! E eu simplesmente não estava acreditando no que estivera acontecendo. Há poucos minutos eu estaria casada com o homem da minha vida. 

Justin entrou com Pattie e depois minha mãe entrou com Jeremy. E, logo após, os padrinhos: Brit e Josh. Cait e Chaz. Ryan e Bruna. Chris e Jas. Luan e Jade. Depois de uns 5 minutos, para dar aquele suspense de que a noiva está demorando e tal (não sei para que isso), a organizadora do casamento veio até a limousine e abriu à porta para mim, junto ao meu pai. 

Eles me ajudaram à sair do carro e me ajudaram com o vestido. Fui até a frente do casamento e à música da noiva começou à tocar enquanto eu entrava devagar com meu pai. Assim que cheguei no altar, meu pai deu um beijo na minha testa e apertou à mão de Justin. Meu pai saiu e Justin colocou meu braço encaixado no dele e olhamos para o pastor. 

Justin: Você está perfeita! -sussurrou em meu ouvido com um sorriso lindo no rosto. Sorri também. 

{...}

Você: HORA DO BUQUÊ! -gritei fazendo todas às meninas ali ficarem histéricas e irem para à minha frente. Eu sorri e fiquei de costas para elas.- É UM, É DOIS, É TRÊS, E.... -joguei o buquê. Virei-me para trás e Barbara tinha pegado. Rimos.

Barbara: Seja o que Deus quiser, né amiga! -disse rindo e me abraçou. 

Estávamos na recepção, que era num clube enfrente à praia, onde aconteceu à cerimonia. Eu estava com um vestido até o joelho e ainda de sapatilha. Servimos à todos e depois de tempos chegou à hora do bolo, ao qual eu e Justin ficamos atrás do mesmo, tirando foto com todos e depois partimos o primeiro pedaço, fazendo todos baterem palma. 

Justin para colocar fogo, abriu um champanhe, e todos bateram palmas novamente enquanto eu e Justin sorriamos bobos. Ele jogou à espuma do champanhe para cima e depois colocou numa taça para nós dois. Brindamos e bebemos. 

Serviram o bolo à todos e finalmente tivera chegado à hora da valsa. Dancei com meu avô, meu pai, meus primos e, finalmente com meu Justin. 


Assim que terminamos à valsa, todos bateram palmas. O DJ já tivera começado a fazer o serviço dele e todos foram para à pista de dança, assim como eu e Justin.

{...}

Continua... 
HEEEEEEEEEEEEEEY <3 Gentee, tudo bem com vcs? Eu estou de boa... Bem, escrevi esse capítulo bem grandão e sem inspiração. :c Mas enfim... Gostaram? Tá acabando, meu povoooo! :$ Continuo? Beijos e amo vcs! <3333 Continuo com 20 comentários.